Inicial / Notícias / Amorim avisa que o Brasil irá
reagir contra sanções ao Irã

Amorim avisa que o Brasil irá
reagir contra sanções ao Irã

Print Friendly, PDF & Email

O chanceler Celso Amorim afirmou nesta terça-feira (18) que irá reagir dentro do Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) contra as sanções anunciadas contra o Irã. Amorim está escrevendo uma carta a quatro mãos com o chanceler turco para enviar aos membros do conselho.

Chanceler Celso Amorim (Foto: Divulgação)

Na mensagem, segundo Celso Amorim,os dois países irão justificar que todos os pontos considerados essenciais pela comunidade internacional foram acatados pelo Irã no acordo firmado ontem entre Brasil, Irã e Turquia.

São estes os requisitos conquistados pelo acordo: quantidade definida da remessa de urânio; a não exigência de recebimento prévio ou simultâneo do urânio enriquecido; e a comunicação oficial à AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) dos compromissos assumidos.

“Achamos que os pontos essenciais podem ser considerados um passaporte para uma solução negociada e pacífica da situação nuclear iraniana, e essas condições foram cumpridas”, assinalou o chanceler brasileiro.