Inicial / Mil palavras / Após tentar salvar o dono, cachorro permanece ao lado do corpo em Santana do Livramento
Após tentar salvar o dono, cachorro permanece ao lado do corpo em Santana do Livramento - Blog Edgar Lisboa. Foto: Matias Moura/Jornal A Platéia

Após tentar salvar o dono, cachorro permanece ao lado do corpo em Santana do Livramento

Print Friendly, PDF & Email

Scooby ficou com Auri Rogério Lemes Mendes, de 32 anos, durante todo o trabalho da polícia e funerária. Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que o cão corre atrás do suspeito.

A atitude de um cachorro chamou a atenção de moradores do bairro Divisa, em Santana do Livramento, na Fronteira Oeste. Após o dono ser morto, ele permaneceu ao lado do corpo durante todo o trabalho da polícia e da funerária.

O crime aconteceu na madrugada de quarta-feira (12). De acordo com a Polícia Civil, Auri Rogério Lemes Mendes, de 32 anos, foi visto discutindo com um homem. Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que Scooby corre atrás do suspeito.

“Mostram [as imagens] o agressor indo atrás da vítima e o cachorro da vítima atrás do agressor. Na tentativa de proteger o dono”, explica a delegada Giovana Müller. O suspeito foi preso em flagrante horas depois do crime.

Cachorro fica ao lado de dono que foi morto em Santana do Livramento — Foto: Ralph Quevedo/Sentinela 24H

O corpo de Rogério, como ele era conhecido, foi encontrado próximo de uma parada de ônibus. Companheiro da vítima por cerca de dois anos, Scooby permaneceu ao lado do dono.

“Dizem que o cachorro é muito amigo do homem, né?! Então eu já imaginava que ele ia ficar, porque onde ele [Rogério] ia, o cachorro estava sempre atrás, nunca deixava ele sozinho.” lembra a dona de casa Ingrid Martins, que conhecia a vítima desde a infância.

“O cachorro sempre com ele, nunca abandonou ele”, conta o pintor automotivo Sidnei Nunes, dono de uma oficina que fica perto do local do crime.

Segundo a delegada que investiga o caso, a arma usada no crime ainda não está confirmada, mas provavelmente trata-se de uma chave de fenda.

Em agradecimento à demonstração de amizade, a família de Rogério decidiu adotar Scooby.

Por Lucas Bello e Fabiana Bonugli, RBS TV e G1 RS