Inicial / Outras Notícias / Banco de leite do DF capacita profissionais de saúde estrangeiros

Banco de leite do DF capacita profissionais de saúde estrangeiros

Print Friendly, PDF & Email

Brasília – Cinco profissionais de saúde cubanos concluíram um treinamento sobre coleta e controle de qualidade de leite humano na rede de Bancos de Leite do DF, escolhida pelo Ministério da Saúde para repassar o modelo nacional a países vizinhos.

“É a terceira missão de Cuba que vem conhecer nosso modelo de trabalho, mas também já capacitamos profissionais do Uruguai, do Panamá e, no fim deste mês, receberemos um grupo de Angola” explicou a coordenadora-geral de Aleitamento Materno, da Secretaria de Saúde, Miriam Santos.

O treinamento teórico, dado em casteliano, aconteceu semana passada na Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciência da Saúde (Fepecs), e, nesta semana, as médicas e enfermeiras cubanas tiveram experiência prática nos bancos de leite de seis hospitais da rede pública, entre eles o Materno-Infantil de Brasília (HMIB).

Desde 2007, quando implementou os bancos de leite humano, Cuba melhorou a vida de mães e bebês, com redução da taxa de mortalidade entre recém-nascidos vivos, que atualmente é de 4,4 para cada 100.000.

“Estamos dando nossos primeiros passos, tudo isso que vimos aqui no Brasil vai ficar para nós como experiência para avançarmos ainda mais”, disse a obstetra cubana Marilyn Martinez.

Acompanha o grupo da ilha caribenha uma nutricionista colombiana, que permanecerá em Brasília até semana que vem para adquirir mais experiência.

RECORDE – Foram coletados 17.137 litros de leite humano no DF em 2012 – contra 16.411 em 2011 – e somente nos quatro primeiros meses deste ano, 1.762 mães fizeram a doação, o que resultou na coleta de 4.998 litros, suficientes para amamentar 3.778 crianças nas UTIs neonatais.

“Eu, que tenho leite em excesso, sei como é importante doar para aquelas que não podem amamentar”, disse a mãe de primeira viagem Débora Nogueira, que se dispôs a dividir o alimento de seu filho com o Banco de Leite do Hospital Regional de Sobradinho.

Amanhã é o Dia Mundial da Doação de Leite Materno, e o DF tem razões para comemorar porque é a única unidade da Federação com lei específica, em vigor desde 1993, para garantir oferta de leite a todo recém-nascido em situação de risco.