10 de dezembro de 2018
Inicial / Artigos / Bem vindo a Brasília Rei Roberto Carlos – Por Vasco Vasconcelos
Ufa! O Brasil sob nova direção. Jair Bolsonaro é o novo Presidente do Brasil - Vasco Vasconcelos - Blog Edgar Lisboa. Foto: Divulgação

Bem vindo a Brasília Rei Roberto Carlos – Por Vasco Vasconcelos

Print Friendly, PDF & Email

“Feliz quem pode a dor lenir, olvidar as rugosidades, ouvindo ou  cantando as músicas do maior Símbolo da MPB, de todos os tempos, o  Rei  Roberto Carlos”.                                

Por Vasco Vasconcelos, escritor e jurista

Bem vindo a Brasília, Rei Roberto Carlos. Sua majestade é indubitavelmente o maior símbolo da MPB de todos os tempos. Deveria figurar em nossa Constituição como um dos símbolos nacionais. Lembro que os símbolos nacionais representam e reforçam o sentimento sempre vivo,  no coração de todos os brasileiros: A União, a bandeira, o hino, o brasão de armas e o selo nacionais, são as mais caras manifestações simbólicas da nacionalidade, cabendo a todo cidadão brasileiro o dever de cultuar e preservar  os seus símbolos, os quais são as marcas de um povo. Sintetizam nossa história, nossas esperanças e  assinalam o nosso destino de grande nação.  “Feliz quem pode a dor lenir, olvidar as rugosidades, ouvindo ou  cantando as músicas do Rei  Roberto Carlos .

Na qualidade de fã e admirador desse extraordinário fenômeno, que a mais de cinquenta anos, vem encantando as plateias, sacudindo os corações e os sentimentos das crianças, adolescentes e adultos não só do Brasil como da América Latina, Europa e dos Estados Unidos, com quase 180 milhões de discos vendidos, sendo um dos poucos astros do mundo, a ter a proeza de cantar para uma plateia de  mais de dois milhões de súditos e fiéis, na presença do saudoso  e inesquecível Santo Papa João Paulo II, peço vênia para, desejar boas vindas a nossa querida Capital a República, ao Rei Roberto Carlos.

No momento em que o nível da nossa cultura musical, está em estado de degenerescência; com todo entulho musical que aí está,  enfim toda essa atroada dos vagidos que a nova geração vem cantando, é que podemos chegar a ilação, da importância do movimento  musical  “Jovem Guarda” e de seu principal âncora, seu líder maior , o “Rei” Roberto Carlos, representa, para a história da nossa Música Popular Brasileira.  O Brasil o ama, Rei Roberto Carlos, e eu também.

Vasco Vasconcelos

Escritor e jurista

Brasília-DF

Vasco.vasconcelos@brturbo.com.br