22 de setembro de 2018
Inicial / Repórter Brasília / Candidato do MDB ao Planalto
Moreira Franco com Michel Temer. Ao fundo Rodrigo Maia.

Candidato do MDB ao Planalto

Print Friendly, PDF & Email

O MDB reforça a necessidade de defender candidato próprio ao Palácio do Planalto. Falta agora ministros e emedebistas definirem se será a reeleição de Michel Temer ou apoio a outro candidato. Enquanto o Ministro–Chefe da Secretaria Geral da Presidência, Welington Moreira Franco defende a candidatura de Temer a um novo mandato; Eliseu Padilha, Ministro-Chefe da Casa Civil, tem demonstrado preferência pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Adianta, contudo, que é necessário esperar até junho para ver qual o melhor caminho.

Unidade é a Chave

O deputado Mauro Pereira (MDB-RS) chama atenção para o mais importante na candidatura do MDB ao Palácio do Planalto. “Nós temos que primeiramente nos preocupar muito com a unidade do bloco que apoia o governo. Nós temos que trabalhar pela unidade”. Na avaliação do parlamentar “é lógico que nós temos aí nomes dentro do MDB que defende que o partido precisa ter candidatura própria. Nós temos o ministro Henrique Meirelles que pode ser um candidato a presidente da República, nós já temos aí o Rodrigo Maia que faz parte da base do governo. E nós temos o próprio presidente Temer, que conforme o governo vai andando, se houver necessidade, ele com certeza também poderá ser candidato; mais tudo vai depender do momento”.

Diversos Nomes

Segundo Mauro Pereira, “temos ainda outro nome que é do PSDB, Geraldo Alckmin, que faz parte das nossas relações; ele é muito forte. Nós temos o Henrique Meirelles que é um homem que também tem credenciais para isso. E temos também uma pessoa que está fazendo um trabalho muito bom, que é o nosso ministro Carlos Marun, que por sinal, dependendo de como seja o desempenho dele, ele pode ser também um candidato. Então nós temos diversos nomes, e é lógico que será definido no momento oportuno.’’

Unidade da Base

“Uma coisa é certa,’’ enfatiza Pereira, “o que o presidente Temer quer é a unidade da base do governo. A unidade é a maior preocupação do presidente”. Para o emedebista, “os amigos, as pessoas, falam, comentam sobre quem pode ser o candidato, que é natural; mas uma coisa é certa, o candidato do governo vai ser o que mais tiver capacidade de unir a base que dá sustentação para o governo. Esse vai ser o ponto chave”. Tudo deverá acontecer de junho em diante, adiantou o parlamentar.’’

Olho na Presidência

O candidato do DEM ao Palácio do Planalto, Rodrigo Maia, tem uma vantagem sobre outros pretendentes à Presidência da República: se bem utilizada, a poderosa cadeira de Presidente da Câmara dos Deputados que vai muito além de definir as pautas a serem votadas na Câmara, provoca uma disputa em torno do candidato Todos de olho na cadeira poderosa, MDB, PP e até o Centrão. O mais importante para os partidos e alianças que visam ocupar a cadeira de presidente do Legislativo caso forem consolidadas, Rodrigo Maia dará um salto de tempo na utilização dos espaços de televisão, e isso, na campanha eleitoral de 2018, com pouco dinheiro, será um ganho enorme.