Inicial / Destaques / Capão da Canoa resgata campanha das Diretas-Já no aniversário de Pedro Simon
Nos 90 anos de Pedro Simon, dia 1 de fevereiro, relançamento do MDB do Rio Grande do Sul

Capão da Canoa resgata campanha das Diretas-Já no aniversário de Pedro Simon

Print Friendly, PDF & Email

José Antônio Severo

A festa de 90 anos do ex-senador Pedro Simon, dia 1 de fevereiro, será o evento político de relançamento do MDB do Rio Grande do Sul, na campanha que se inicia para que o partido continue sendo e de maior número de prefeituras no território brasileiro.

O local e a data do evento relembram um momento épico da trajetória do político gaúcho, quando Simon, no dia 19 de fevereiro de 1984, em plena temporada de verão, catalisou uma multidão numa passeata em favor das Diretas-Já.

Sem planos nem organização, ele foi para a orla marítima da praia de Capão da Canoa, no litoral do Rio Grande do Sul, e, aos poucos, espontaneamente, foi sendo cercado pela multidão de banhistas que iniciou uma jornada de protestos. É considerado um fato épico pela crônica política gaúcha.

O ex-senador completa 90 anos no dia 31 de janeiro. O MDB elaborou um conjunto de 15 importantes fatos protagonizados por Simon durante a sua vida pública que serão recontados através de vídeo e exposição fotográfica.

As 15 provas de Pedro Simon

As quinze provas de Simon, selecionadas pelo Partido como os grandes momentos da vida política do senador, são lembranças das participações marcantes, muitas com alto risco pelo enfrentamento contra as repressões da ditadura militar. São elas:

1)     Líder estudantil: Simon foi presidente da União Caxiense de Estudantes, em sua cidade natal, Caxias do Sul, depois presidente da União Gaúcha de Estudantes Secundários, a UGES, e do Centro Acadêmico Maurício Cardoso, da Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica do RGS. Na área acadêmica, fez uma pós-graduação na Sorbonne, de Paris, e outra na Faculdade de Direito de Roma. Foi professor na Faculdade de Direito da Universidade de Caxias do Sul (UCS);

2)     Conquista do Polo Petroquímico: Operação de engenharia política realizada em 1985, em que, pela primeira vez, durante a ditadura militar, verificou-se objetivamente um consenso entre situação e oposição em torno de um objetivo desenvolvimentista para seu estado. Nessa oportunidade as bancadas estaduais da Arena e MDB, sob a liderança de Simon, foram unidas ao presidente Ernesto Geisel, em Livramento, dizer que todos estavam do mesmo lado pelo interesse comum. Geisel foi sensível e determinou que o Polo Petroquímico, em disputa entre vários estados, ficasse no RGS O governador nomeado era o Sinval Guazelli;

3)     Debates Partidários – Como presidente do MDB, criou o Instituto de Estudos Econômicos e Sociais (IEPES), que deu os primeiros passos para a formulação de um projeto econômico para o partido. Sob a liderança de seu futuro suplente no Senado, o ex-deputado Alcides Saldanha, o IEPES formou quadros e programas de desenvolvimento político e social para o Rio Grande do sul depois levados para o restante do País incorporados a projetos nacionais;

4)     Líder do MDB – Pedro Simon não foi apenas fundador do partido, mas o chefe do MDB no Rio Grande do Sul em dois períodos, 1969/86 e 2003 a 2010;

5)     Campanha da Anistia – Pedro Simon, atuou na comissão de frente das caravanas do MDB em favor da anistia, levando essa campanha a todo o País, que teve como destaque histórico a participação do então senador Teotônio Vilela;

6)     Diretas-Já – Um momento que marca a liderança pessoal de Simon. Um protesto singelo numa praia de banhistas converteu-se numa passeata monstro em Capão da Canoa. Esse balneário foi escolhido para essa homenagem do dia primeiro de fevereiro, para comemorar esse acontecimento num lugar emblemático da vida do homenageado. Depois essa campanha espalhou-se pelo Estado, destacando-se o comício da Praça Montevidéu, em Porto Alegre, organizado por ele, com a participação de 200 mil pessoas;

7)     Eleição de Tancredo Neves – Pedro Simon teve uma participação destacada na articulação política quem levou à formação de um consenso tido como impossível, que viabilizou a maioria parlamentar para a eleição de Tancredo Neves presidente da República e encerrar a ditadura sem sangue nem violência. Foi ministro da Agricultura do primeiro governo democrático, já então chefiado por José Sarney, devido ao falecimento do presidente eleito;

8)     Eleição de Senador – Sua primeira eleição para o Senado Federal, em 1978, também é destacada como grande momento da vida política de Simon e da trajetória do MDB gaúcho e nacional;

9)     Promulgação da Constituição do Rio Grande do Sul. Como governador do Estiado, promulgou a constituição do RGS, num ato solene em 3 de março de 1989;

E também constam como seus trabalhos: (10) Governador do Estado, cognominado de o governador das estradas; (11) Idealista Cultural; (12)

Ministro das Fronteiras; (12) Defensor do Plano Real;(13) Luta contra a corrupção (destaca-se sua luta pela CPI das empreiteiras).

Encerrando seu último mandato em 31 de dezembro de 2015, passou a percorrer o país numa campanha que denominou (14) “cruzada pela ética”. Nestes anos, não obstante sua idade avançada, proferiu mais de 200 palestras em todos os estados brasileiros, sua décima quinta prova.

O evento está sendo organizado pelo MDB dó Rio Grande do Sul, com curadoria do MDB da região do litoral, que tem entre seus próceres o deputado federal (MDB/RS) Alceu Moreira, atualmente em grande destaque porque foi recentemente reeleito presidente da Frente Parlamentar da Agricultura, a chamada Frente Ruralista. Moreira tem base na região das praias do Atlântico, pois iniciou sua carreira política como prefeito municipal de Osório, cidade histórica daquela região.

Blog Edgar Lisboa