Coluna Repórter Brasília | | Edgar Lisboa
Inicial / Repórter Brasília / Coluna Repórter Brasília
Gastos do Mercosul sem controle - O secretário-executivo das Entidades Fiscalizadoras Superiores dos Países do Mercosul e Associados (EFSUL) e ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes (foto) apresentou, nesta segunda-feira (19), ao presidente do Parlasul (Mercosul), Juan José Domínguez, proposta de auditoria dos recursos do Fundo de Convergência Estrutural e Fortalecimento Institucional do Mercosul (Focem).

Coluna Repórter Brasília

Print Friendly, PDF & Email

Gastos do Mercosul sem controle

O secretário-executivo das Entidades Fiscalizadoras Superiores dos Países do Mercosul e Associados (EFSUL) e ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes (foto) apresentou, nesta segunda-feira (19), ao presidente do Parlasul (Mercosul), Juan José Domínguez, proposta de auditoria dos recursos do Fundo de Convergência Estrutural e Fortalecimento Institucional do Mercosul (Focem). O Focem disponibilizará, nos próximos dez anos, US$ 1 bilhão, sendo que US$ 700 milhões desse montante serão pagos pelo Brasil! Apenas US$ 270 milhões virão da Argentina, US$ 20 milhões do Uruguai e US$ 10 milhões do Paraguai. Nardes afirmou, em entrevista antes do encontro com Domínguez, que os recursos do Focem estão “sem controle”, de acordo com a Agência Senado.

Também estiveram presentes no encontro os parlamentares gaúchos Sérgio Zambiasi (PTB) e Germano Bonow (DEM). Vejamos, se o governo gastará R$ 34 bilhões no programa Minha Casa, Minha Vida, para construir um milhão de moradias, com os R$ 700 milhões que investirá no Focem, poderia construir mais 20 mil casas. Ressalte-se, ainda, que 75% dos municípios brasileiros têm até 20 mil habitantes. Enfim, daria para construir uma cidade com toda essa grana.

PAC das Cidades Históricas

O Presidente Lula e a “mãe do PAC”, Dilma Rousseff, lançam esta semana o PAC das Cidades Históricas. Serão R$ 150 milhões por ano, em todas as capitais e algumas outras localidades, como por exemplo, a Costa do Descobrimento, a Rota do Ouro e a Bacia do Rio São Francisco. Logo, Antônio Prado e Porto Alegre, sítios urbanos tombados, além da Região das Missões e seus sítios arqueológicos, poderão se beneficiar do dinheiro, a ser diretamente liberado pela Casa Civil e pelos ministérios da Cultura, Educação, Cidades e do Turismo. O que falta agora é pressão para que parte dessa verba seja liberada ao Rio Grande do Sul. Por sinal, o centro de Porto Alegre, está mesmo precisando de uma revitalização antes da Copa de 2014.

CPMI do MST nesta quarta

Será decidido, amanhã (21), a criação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para investigar o repasse de recursos públicos para o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). O deputado Onyx Lorenzoni (DEM) e a senadora Kátia Abreu (DEM-TO) apresentaram, nesta terça-feira (20), à Mesa do Congresso, o requerimento de instalação. A oposição já criou seu estratagema. Vai dificultar o acesso dos governistas à lista com os deputados que apóiam a CPI, dificultando a pressão para a retirada de assinaturas. O governo também já acionou sua tropa de choque. O deputado Dr. Rosinha (PT-PR) é o encarregado da missão de debelar as 60 assinaturas provenientes de parlamentares do bloco aliado que estão fazendo o “fogo amigo“. No início de outubro, a oposição sofreu um duro golpe com a retirada de 42 assinaturas de deputados que pediam a criação da CPMI.

Curtas

– Manuela D’Ávila (PCdoB), Beto Albuquerque (PSB) e Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) encabeçam a votação na Internet do Prêmio Congresso em Foco 2009 na categoria “melhor deputado”.

– O petista Paulo Paim é o quinto mais votado como sendo o “melhor senador”.

– O senador peemedebista Pedro Simon (3,5 mil votos), é o quarto mais votado na categoria “parlamentar que mais se destacou no combate à corrupção”.