Coluna Repórter Brasília | | Edgar Lisboa
Inicial / Repórter Brasília / Coluna Repórter Brasília
Prêmio Colunistas Brasília - A Associação Brasileira dos Colunistas de Marketing e Propaganda (Abracomp) premiará os Melhores dos 25 Anos do Prêmio Colunistas Brasília. O gaúcho Marcelo Goedert (foto), presidente da Audio Fidelity Produções, será agraciado na categoria produtora de fonogramas.

Coluna Repórter Brasília

Print Friendly, PDF & Email

Prêmio Colunistas Brasília

Marcelo GoedertA Associação Brasileira dos Colunistas de Marketing e Propaganda (Abracomp) premiará os Melhores dos 25 Anos do Prêmio Colunistas Brasília. O gaúcho Marcelo Goedert (foto), presidente da Audio Fidelity Produções, será agraciado na categoria produtora de fonogramas. Goedert acredita que a homenagem se deve ao “conjunto da obra”, pois desde 1987, produziu 500 jingles – mensagem publicitária musicada – e dois mil spots – peças publicitárias de rádio – premiados na Abracomp e na Rede Globo. “É um reconhecimento aos 22 anos de trabalho, acordando cedo e dormindo tarde”, explica Goedert sobre os esforços da Audio Fidelity no serviço de produção de áudio. Anunciantes, mídia impressa, mídia eletrônica, agência de publicidade, publicitários e produtora de vídeos, também serão homenageados na cerimônia de entrega do prêmio, no dia 23 de outubro, no Hotel Brasília Alvorada.

Raivoso e ultrapassado

O vice-líder do DEM, deputado Onyx Lorenzoni, conseguiu furar os pneus do trator da base aliada e criar a CPMI do Campo, também conhecida como CPMI do MST. O democrata contou com a assinatura de 35 senadores e 182 deputados, sendo muitos deles da base aliada, vitória estrondosa, com mais assinaturas do que o mínimo necessário. Diante de tal feito, saiu metralhando “os colegas do Psol”, inclua-se nessa lista a deputada gaúcha Luciana Genro. Para Lorenzoni, o discurso do Psol é “raivoso e ultrapassado”, a favor de uma organização social sem existência jurídica, “dedicada apenas a destruir”. Segundo Lorezoni, isso ficou demonstrado com a derrubada do laranjal em São Paulo. “Qualquer cidadão que patrocinasse algo assim, iria para a cadeia, mas a lei não existe para o MST”, provocou Lorezoni.

Pedágio mais caro na Free Way

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizou, nesta quarta-feira, reajuste da tarifa de pedágio da Free Way (BR-290 e 116/RS), entre Osório, Porto Alegre e Guaíba, administrada pela concessionária Concepa. A variação tarifária será de 7,6%. Com isso, a atual tarifa para veículos de passeio passa de R$ 6,50 para R$ 7,00, a partir desta segunda-feira (26).

Pêssego de Pelotas

O Diretor Adjunto de Política Agrícola da Companhia Nacional de Abastecimento, Rogério Neuwald, garantiu ao deputado Fernando Marroni (PT) que a Conab destinará R$ 6 milhões para a compra de pêssego da região de Pelotas, a maior produtora da fruta no Brasil. “Agora, os produtores terão mercado para o excedente da produção que, em 2008, chegou a sete mil toneladas” afirmou o deputado petista. A negociação da Conab será feita diretamente com duas cooperativas de produtores da região, que reúnem 120 famílias de pequenos produtores. Somente produtores associados ao Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf) poderão participar do negócio, e a Conab comprará, no máximo, R$ 8 mil de cada produtor.

Nome sujo, sem emprego

A exemplo da proposta apresentada pelo senador Paulo Paim (PT), divulgada nesta segunda-feira (19), tramita na Assembleia Legislativa projeto de autoria do deputado estadual Luciano Azevedo (PPS) que proíbe empresas localizadas no Rio Grande do Sul de exigir de candidatos a emprego ou estágio certidão negativa de débito e informações constantes de cadastros de inadimplentes. A proposta já está em análise na Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia.