Coluna Repórter Brasília | | Edgar Lisboa
Inicial / Repórter Brasília / Coluna Repórter Brasília
A resistência do empresariado ao projeto de lei que diminui a jornada de trabalho em frigoríficos de oito para seis horas foi o suficiente para que o autor do projeto, senador Paulo Paim (PT), marcasse uma audiência pública para discutir essa redução.

Coluna Repórter Brasília

Print Friendly, PDF & Email

Carga horária dos frigoríficos

A resistência do empresariado ao projeto de lei que diminui a jornada de trabalho em frigoríficos de oito para seis horas foi o suficiente para que o autor do projeto, senador Paulo Paim (PT), marcasse uma audiência pública para discutir essa redução.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A audiência foi marcada para quinta-feira (3/12) e já confirmaram presença o diretor-executivo do Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos do Estado do Rio Grande do Sul, Rogério Kerber (foto); o presidente do Sindicato das Indústrias de Frios, Carne e Derivados do Mato Grosso do Sul, Ivo Cescon; presidente da Associação Brasileira de Indústrias da Alimentação, Edmundo Klotz; o diretor de Relações com Investidores da JBS, Jeremiah O’Callaghan, além de representantes dos sindicatos de produtores de aves e carne bovina no Rio Grande do Sul.

Avião à disposição do Lulinha

O deputado Duarte Nogueira (PSDB-SP) quer que o ministro da Defesa, Nelson Jobim, compareça à Comissão de Fiscalização e Controle para explicar denúncia publicada pelo jornal Folha de S.Paulo, na última terça-feira (24). A reportagem aponta que um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) transportou, no dia 9 de outubro, Fábio Luís Lula da Silva, filho de Lula, conhecido como Lulinha, e mais 15 acompanhantes, de São Paulo até Brasília, “a pedido da Presidência”. O avião transportava alguns militares vindos do interior de São Paulo, que tiveram de ser deslocados para o fundo da aeronave. É muito desaforo. A atitude é típica daqueles que se consideram proprietários do Estado e acham que podem fazer o que lhes “dá na telha” com bens e serviços públicos.

Campeã em portadores de HIV

Dos 100 municípios com mais de 50 mil habitantes que apresentam maior taxa de incidência de Aids, os 20 primeiros da lista estão no Sul, de acordo com levantamento do Ministério da Saúde. A primeira colocada é Porto Alegre (RS) com taxa de incidência de 111,5 por 100 mil habitantes, seguida por Camboriú (SC) com 91,3.

Confusão nas siglas das estradas

“As estradas, que eram numeradas com RS 386, por exemplo, começaram a aparecer com RST 214. Que Estado é esse tal de RST? Estamos fixando o que na cabeça do motorista que está rodando e vendo uma plaquinha com “RST” a cada quilômetro? Agora, vai piorar, vão passar a ser VRS, CRS, TRS, entre outras siglas. Por que não RS T386? RS V124? RS C444?”, nos escreve o engenheiro eletrônico Ricardo Snel.

Críticas de todos os lados

O deputado Luiz Carlos Heinze (PP) sugeriu ao ministro da Cultura, Juca Ferreira, a criação de um órgão fiscalizador do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD). “As críticas ao ECAD vêm de todos os lados. De um lado, produtores de eventos, proprietários de casas noturnas e de lojas comerciais em geral, além de emissoras de rádio e TV que contestam o pagamento de um percentual específico ao ECAD. De outro, os próprios compositores, descontentes pois alegam sofrer prejuízos financeiros devido à deficiente fiscalização e à distribuição dos pagamentos, bem como pelas baixas remunerações repassadas”, explica Heinze. Em 1973, quando o ECAD foi instituído, também foi implantado o Conselho Nacional de Direito Autoral (CNDA), responsável pela fiscalização do ECAD. Entretanto, em 1998, uma nova legislação sobre direitos autorais, extingiu o CNDA, deixando o ECAD livre de qualquer procedimento fiscalizatório.

Curta

– A deputada Maria do Rosário (PT) solicitou a realização de um seminário com a finalidade de discutir sobre a diversidade cultural e os processos educacionais na sociedade contemporânea.