CPI da Petrobrás irrita oposição | | Edgar Lisboa
Inicial / Notícias / CPI da Petrobrás irrita oposição

CPI da Petrobrás irrita oposição

Print Friendly, PDF & Email

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) comunicou ao Plenário do Senado que a oposição se retirou, na tarde desta quarta-feira (28), de uma reunião “absolutamente esvaziada” da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, por considerar essa CPI “uma verdadeira farsa”. O parlamentar disse que o governo tentou, desde o início, “dominar de forma absoluta” a CPI, “compondo a direção que lhe interessava”, impedindo a aprovação de requerimentos essenciais, negando à oposição acesso a informações, documentos, relatórios, sindicâncias, inquéritos, auditorias, impedindo aprovação de requerimentos que convocam depoimentos importantes.

senador Alvaro Dias
senador Alvaro Dias

Para o parlamentar, o governo impossibilitou, assim, “a superação da primeira etapa de qualquer CPI para o aprofundamento das investigações”.

– Em síntese, não se deseja investigar coisa alguma. O que se pretende é acobertar. Dessa forma, não há como a oposição aceitar compactuar – afirmou o senador.

Alvaro Dias propôs que os dois partidos de oposição no Senado, o PSDB e o DEM, se reúnam para analisar os acontecimentos e decidir se essas agremiações devem continuar participando da CPI ou se afastarem definitivamente. Neste caso, sugeriu que sejam encaminhadas ao Ministério Público “as representações necessárias para a instauração de procedimentos que possibilitem uma investigação judiciária”. De acordo com o senador, a Petrobras apresenta sinais de “superfaturamento visível e desvios inquestionáveis”.

– Nós não podemos colocar panos quentes em uma situação como esta – afirmou.