Inicial / Repórter Brasília / Cuidando dos animais
Regina Becker Fortunatti

Cuidando dos animais

Print Friendly, PDF & Email

A secretária do Trabalho e Assistência Social do Rio Grande do Sul, Regina Becker Fortunati, continua fortemente empenhada na preservação e defesa dos animais e proteção da saúde pública. Levou para a Fundação Nacional de Saúde, uma proposta de cooperação para um programa desenvolvido pela secretaria com foco na proteção da população e dos animais. O presidente Ronaldo Nogueira acatou e ampliou a ideia. Propôs um convênio tripartite: Funasa, Estados e Municípios, no sentido de atuar diretamente na questão relacionada, principalmente às questões sanitárias relacionadas a animais. (Foto: Natalia Bosco, Funasa)

Ronaldo Nogueira propôs um convênio tripartite: Funasa, Estados e Municípios,

Segurança e Proteção

A proposta da secretária de Trabalho e Assistência Social é que o trabalho conjunto comece a ser desenvolvido logo nos 18 municípios arrolados no programa RS Seguro. Ela defende que a Funasa e a Secretaria de Trabalho e Assistência Social possam atuar nesses bairros periféricos, onde estão concentrados os principais problemas em relação à saúde e a segurança pública e, também a grande quantidade de animais, especialmente cães e gatos que se reproduzem em todas as cidades e precisam de proteção.

Agenda positiva de Heinze

Enquanto os partidos se engalfinham, Heinze toca sua agenda positiva.

O senador Luís Carlos Heinze (PP-RS) trabalha intensamente na sua “agenda positiva” para o Rio Grande do Sul, no Senado. Deixando a mazela política de lado, a cada semana, está apresentando uma proposta buscando acelerar os projetos, principalmente, na infraestrutura que vão desde rodovias, energia, Porto de Torres, entre outros. Esta semana, as barragens são a pauta principal.

Investimentos em barragens

O senador intensificou o trabalho em favor das barragens. Destacou, “barragens importantes para o Rio Grande do Sul sobre o Rio Uruguai. São elas: Garabi em Garruchos, Missões, Panambi e Alecrim, na região Noroeste, e depois Piraí e Sapiranga, são barragens grandes, nós levamos o tema a discussão no ministério de Minas e Energia com a presença da Eletrobrás, de prefeitos e empresários da região”. O investimento, segundo Luís Carlos Heinze, “é de seis a sete bilhões de dólares em quatro obras”.

Bolsonaro e Macri

Expectativa no encontro dos dois presidentes; Bolsonaro e Macri

Heinze lembra que “o problema de Garabi agora, por exemplo, é a Eletrobrás que está cuidando do assunto”. O senador afirmou que o Ministério de Minas e Energia colocou na agenda um encontro, no próximo dia 06, dos presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro e da Argentina, Maurício Macri. Heinze disse que “Panambi parou o estudo por causa de um problema ambiental que tem que ser resolvido na justiça, em Santo Ângelo e, em Santa Rosa, na justiça federal. Piraí já está com o projeto na ANEEL, para autorizar e dar o parecer final. E no caso de Sapiranga, em Pinheirinho do Vale, ela está na fase final do projeto”.

Acelerando soluções

O senador disse que tem intensificado sua atuação em pautas que considera positivas, contou que “antes estava tratando de rodovias. Agora, está tratando de energia. Semana passada foi energia eólica, na semana que vêm a pauta será lixo”. O Congressista está focando em infraestrutura para o estado. Temos que fazer as coisas andarem, enfatizou.

Blog Edgar Lisboa