Donos do Pedaço | | Edgar Lisboa
Inicial / Notícias / Donos do Pedaço
Notas

Donos do Pedaço

Print Friendly, PDF & Email

O entorno do complexo Brasil 21, um prédio que abriga hotéis, restaurantes, empresas , profissionais liberais e agora até um pequeno shopping (uma pequena cidade em frente a torre de TV), passa por reformas e ampliações permanentes. Agora, o GDF está ampliando a rua da parte frontal do complexo abrindo, após cortar algumas árvores, mais uma pista. Já em obras, a rua ampliada virou um estacionamento bagunçado, com os motoristas estacionando de qualquer jeito em busca de uma disputada vaga.

Enquanto isso, na parte frontal onde está instalada a churrascaria “Fogo de Chão”, um empreendimento luxuoso, que atua em vários continentes, foi construído um bem calçado refúgio, para os clientes do empreendimento. Um refúgio na rua, em área pública.Até aí tudo bem.

O ruim é quando um funcionário do estabelecimento comercial se acha no direito de mandar os motoristas que, por ventura, aguardam dentro do próprio carro, a saída de alguém. Um funcionário abordou o motorista afirmando que não podia ficar no local pois “a área é do estabelecimento e recebi ordens para não deixar ninguém estacionar aqui”, assinalou o manobrista ou guardador de carros da “Fogo de Chão”, devidamente identificado. É uma pouca vergonha.

Área pública é de todos que pagam impostos e não de estabelecimentos que integram a rua a seu patrimônio comercial. Só para esclarecer: o fato ocorreu às 17h40min,desta quarta-feira(dia15/09), horário que não havia movimento na churrascaria e, por isso, um carro estacionado na rua, com motorista dentro, sem atrapalhar o transito, não criava nenhum problema para ninguém. Com certeza as filiais do estabelecimento nos Estados Unidos e em outros países, não tem o direito de ocupar área pública.

Acho que é hora do DETRAN e da Polícia Militar do Distrito Federal deixar de fazer vistas grossas e garantir o ir e vir e o espaço público para todos os cidadãos desde que não atrapalhem os outros que tem os mesmos direitos. Fica o registro.