Inicial / Notícias / Evolua sustentável, um novo conceito de comercialização lixo zero, na Asa Norte
Flavia Attuch no comando da Evolua Mercado Sustentável

Evolua sustentável, um novo conceito de comercialização lixo zero, na Asa Norte

Print Friendly, PDF & Email

Um novo conceito para o consumidor é o que pretende, a empresária Flavia Attuch, com a loja Evolua Mercado Sustentável, na Asa Norte, que busca atender o consumidor mais preocupado com o meio ambiente, com redução de descarte, menos poluição. Aberta a um mês, a Evolua surpreende os consumidores quando informa que não tem embalagens de plástico tradicionais para os produtores e que eles devem trazer de casa ou comprar embalagens de origem 100% vegetal, disponíveis na loja e que podem ser utilizadas sem comprometer o meio ambiente. A empresária acredita no novo conceito de mercado livre e aposta no crescimento.

Produtos orgânicos

Neste final de semana, Flávia Attuch trouxe parceiros com a venda de produtos orgânicos de pequenos produtores locais que está movimentando a quadra 409, da Asa Norte, no outro extremo do supermercado Big Box.

Produtores Parceiros

Renata Rebouças

Renata Rebouças, produtora e uma das primeiras parceiras do Evolua Mercado Sustentável, na 409 Norte.um mercado livre, num conceito diferente de comercialização, em defesa da saúde e de um consumidor preocupado com alimentação saudável.

Reciclagem com equipamentos modernos

A expectativa é uma feira livre com produtos orgânicos de pequenos produtores locais.

O objetivo desse mercado é gerar lixo zero dentro da reciclagem de embalagem.  “ O produtor tem que trazer sua sacola, suas embalagens; nosso objetivo é gerar o menor número de resíduos e estar aqui todos os domingos oferecendo alimentos frescos e saudáveis para a população”.

Um do problema ainda é o custo que fica um pouco acima do que o consumidor encontra no comercio tradicional. “ Existe um custo maior tanto para o produtor que tem um custo maior de produção, não usando os herbicidas, os pesticidas e os adubos químicos, mas tem a garantia de saúde.

Para o lojista, avalia a produtora, acredito que ele tenha um valor agregado de economizar custo como, por exemplo, na embalagem.

Na opinião de Renata Rebouças, o grande desafio para o lojista é convencer o consumidor a trazer a embalagem de casa, “mas é um ganho ter esse diferencial de não gerar mais resíduos”, enfatiza.

Em Brasília, o mercado livre sustentável é inovador, com embalagem zero e menos geração de resíduos”.

Blog Edgar Lisboa