Inicial / Repórter Brasília / General Mourão fala, sem rodeios, sobre os principais assuntos do país e revela que mantém os hábitos de andar a cavalo, do chimarrão e do churrasco – Veja Vídeo

General Mourão fala, sem rodeios, sobre os principais assuntos do país e revela que mantém os hábitos de andar a cavalo, do chimarrão e do churrasco – Veja Vídeo

Print Friendly, PDF & Email

Em entrevista ao jornalista Felipe Viera, da SBT do Rio Grande do Sul, o vice-presidente da República, Humberto Mourão, sem rodeios e de forma clara e franca, como tem sido suas manifestações, contou que mantém os hábitos gaúchos como andar a cavalo, tomar chimarrão e comer churrasco.

O vice-presidente da República, saiu do Rio Grande do Sul, pela primeira vez, aos 8 anos de idade. Depois voltou ao Estado e saiu novamente para cursar a Academia Militar das Agulhas Negras.

O general Mourão, num papo descontraído com o jornalista Felipe Vieira disse que sua história com o Rio Grande “é enorme”. Explicou que sua mãe, era gaúcha, de Bagé e sua primeira esposa, já falecida, também era de Bagé. Ele afirmou que volta ao Rio Grande do Sul, para visitar a família me também amigos da cavalaria, da reserva, que passaram a morar no Sul e que se reúnem, todos os meses.

Sobre o que pode fazer, republicamente, pelo Estado, disse que no encontro de governadores, em Brasília, teve oportunidade de conversar com o governador Eduardo Leite, e se colocou à disposição para auxiliar naquilo que ele julgar necessário. Humberto Mourão disse que sabe que “o Eduardo está fazendo o dever de casa e que o José Ivo Sartori também o fez”.

Sobre a vice-presidência ter ganho uma relevância maior destacou que ele vê a posição do vice-presidente da República, como auxiliar privilegiado por ter sido eleito junto com o presidente. Frisou que sua função é estabelecer as conexões para facilitar a tarefa do presidente. Mourão garantiu que sua agenda está aberta e atende a todos inclusive manteve reunião com a CUT e deverá reunir-se com outras centrais sindicais.

Sua posição sobre a Reforma da Previdência é clara: “não tenha a mínima dúvida que estamos vivendo a ruptura do Pacto de Gerações. Isso significa que os mais novos trabalham para que os mais velhos se aposentem. Só que isso está rompido. Os mais novos vão trabalhar até morrer para que os mais velhinhos, igual a mim, possam se aposentar. E os que nem nasceram estarão ainda pior”.

Disciplina intelectual – O General Mourão contou que, dentro das forças armadas, existe uma coisa muita clara chamada “disciplina Intelectual”. Portanto, cada um pode divergir, mas depois que o líder, o presidente, toma uma decisão, ela passa a ser uma decisão minha e de todos”.

Blog Edgar Lisboa