Inicial / Notícias / “Gordo demais para se formar”

“Gordo demais para se formar”

Print Friendly, PDF & Email

A direção da Universidade norte-americana Lincoln University, em Oxford (estado de Pensilvânia), só vai entregar diploma para alunos que não forem obesos. A instituição definiu como critério de obesidade o índice de massa corporal adotado pela Organização Mundial da Saúde. Esse índice é determinado pelo peso do indivíduo dividido pelo quadrado da sua altura. O resultado da equação superior a 30 indica obesidade, entre 25 a 30 sobrepeso e inferior a 18,5 abaixo do peso.

obesidade_blogEm 2006, a universidade criou um programa obrigatório de educação física. Se quisessem ser aprovados, todos os estudantes obesos teriam que fazer um curso intensivo de exercício físico com três horas de aula semanais. Mas, cerca de 80 alunos chegaram ao último ano sem baixar o índice e estão impedidos de se formar.

Os juristas explicam que a Constituição dos Estados Unidos garante o direito de ir e vir, o direito à educação para magros, gordos, altos, baixos, enfim, para todos. A medida é considerada como aberração por juristas. Os estudantes começaram a se revoltar. Uma aluna reclama que buscou a instituição para aprender e não para perder peso. O próprio jornal da universidade publicou: “Gordo demais para se formar”.