Inicial / Matérias Especiais / Governador faz balanço positivo do primeiro ano de governo e agradece apoio  de deputados e senadores
Governador Ibaneis Rocha com o vice-governador Paco Britto e  Secretário de Comunicação, Welligton Moraes.

Governador faz balanço positivo do primeiro ano de governo e agradece apoio  de deputados e senadores

Print Friendly, PDF & Email

Governador Ibaneis Rocha (MDB), fez à Associação dos Repórteres Políticos do Distrito Federal (ABBP), um balanço de seu primeiro ano, à frente do Palácio Buriti, agradecendo a todos os deputados independente de qualquer filiação partidária. O governador nascido em Brasília, lembrou que o primeiro projeto encaminhado à Câmara Legislativa, visando a criação do IGES-Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal teve uma acessibilidade muito grande de todos os parlamentares. O governador, com diplomacia e argumentos, agradeceu também de forma muito especial a todos os deputadas federais e senadores. Numa entrevista longa, o governador do Distrito Federal, disse que encerra 2019 com perspectivas para o futuro, além de fazer um balanço dos trabalhos realizados no ano em que estreou na política. Falou, sem meias palavras, sobre saúde, educação, PPPs, zona verde, aumento salarial e outros assuntos polêmicos.

Transformação pela política

“Brasília, em muitos momentos, é atacada por pessoas que não entendem a importância de uma capital da República”, afirmou Ibaneis. “E nossos oito deputados e três senadores tem se posicionado em favor do Distrito Federal. “ Eu que não era político, mas hoje tenho orgulho de dizer que somente através da política é que se transforma a vida de todos. Quero deixar o meu agradecimento a todos eles neste final de ano para que em 2020 a gente possa enfrentar as novas batalhas em favor da população do DF.”

Dedicação e carinho à coisa pública

Outro agradecimento feito pelo governador foi ao secretariado do Distrito Federal. Disse que “sem equipe ninguém faz nada, sem equipe não tem técnico que resolva o problema. E a nossa equipe, graças a Deus foi montada por pessoas que tem dedicação a coisa pública, tem carinho”. Ibaneis  homenageou os secretários na pessoa de sua  chefe de gabinete, Aline Gonzaga, que recebe todos os pedidos, toda a pressão, mas sabe levar isso com muita paciência e transmite um pouco do que é o nosso governo.” Para o governador, “assiduidade, tentativa de resolução de problemas e isso só se faz realmente em ações, exercendo cargos como esse, nós temos essa equipe dentro do governo, dentro das empresas; e isso tem ajudado muito”. Ibaneis Rocha, acentua: “eu falo isso porque para quem não era do mundo da política e se tornou político diante de uma expectativa muito grande da população, nós  tínhamos um peso muito grande. Após as eleições, nós fomos apoiados por esse grupo aqui, e existia uma expectativa da população muito grande de como seria um governo de um não político. E a grande vitória nossa, desse governo, foi exatamente transformar aquela expectativa que existia durante a eleição. A expectativa cresceu durante o período da transição e se tornou uma realidade.”

Maior Desfio

Segundo governador, “talvez esse tenha sido o maior desafio que eu já enfrentei, foi enquanto governante. Porque eu não podia decepcionar o meu povo, porque como eu costumo repetir, não desmerecendo qualquer um sem necessidade, mas eu sou o primeiro governador nascido em Brasília, 10.07.71.”  Reafirmou seu compromisso, “como filho dessa cidade, filho natural de Brasília; eu tinha um compromisso de não decepcionar o meu povo, povo que acreditou muito na nossa eleição. Então esse talvez tenha sido o maior desafio que eu enfrentei ao longo desse ano. Era mostrar para a população do Distrito Federal que a capacidade de administrar ela vem muito mais da vontade de realizar. E essa vontade de realizar ela existe, ela continua existindo. E os resultados estão aí”, frisou.

Conhecer a vontade do povo

Na opinião de Ibaneis Rocha, “conhecer a máquina pública é muito importante, mas conhecer a vontade do povo, é muito mais importante ainda” Segundo o Chefe do executivo, da Capital da República,“ isso nós conseguimos realizar em diversas áreas, e eu faço questão de citar, Saúde com o Osnei Okumoto, secretário de saúde que mora em Brasília, é natural de Campo Grande, juntamente com o Francisco Araújo, do IGES e toda a sua equipe. Não estamos no ponto ideal, mas melhoramos muito. Hoje já existe uma perspectiva de quem precisa da saúde pública do Distrito Federal e que vai haver atendimento.”

Mais Upas aprovadas

Com o apoio da Câmara Legislativa, acentuou o governador, “nós aprovamos,  a criação de 7 UPAs no Distrito Federal.” Ele explica que isso “vai aumentar a nossa capacidade de atendimento da população. Temos projetos para a construção de dois hospitais, um materno infantil na Ceilândia, e mais um hospital na região centro sul, no Guará. O que vai melhorar demasiadamente a capacidade de atendimento.”

Reforma das Escolas

O governador Ibaneis anunciou que “na área de educação com a nossa secretaria, nós reformamos, com o apoio da sociedade do Distrito Federal, quase todas as escolas, aquelas que eram possíveis de recuperar”. Agora, promete o governador, vamos partir com os recursos que os deputados federais e senadores colocaram a nossa disposição; vamos partir agora para construir novas escolas para atender exatamente aquela população que mais precisa. Nós vamos trazer novamente esperança para a população do Distrito Federal”, prometeu.

Delegacias funcionando 24 horas

Na área da Segurança, afirmou o governador do DF, assumimos o governo com uma guerrilha entre Polícia Civil e Polícia Militar; corporações que nunca conseguiram se entender e nunca respeitaram o secretário de segurança. Estamos aos poucos conseguindo pacificar a todos e trazer benefícios para a sociedade. E para quem não lembra, porque era tema de campanha, nós hoje temos as 24 delegacias, todas as delegacias do Distrito Federal funcionando 24 horas.” Ibaneis disse que “Isso passa, porque a memória do ser humano ela é rápida, principalmente do ponto de vista de tecnologias. Nós assumimos os nossos compromissos com as nossas delegacias do Distrito Federal, e agora temos um grande projeto para reabastecer as nossas forças não só do ponto de vista de equipamentos, mas nós temos aqui, vamos colocar já agora em janeiro, 1.500 policiais militares nas ruas. Tivemos inúmeras contratações na Polícia Civil, recompomos as nossas equipes para reforçar a nossa segurança para que a gente possa fechar o ano de 2020 com índices ainda menores na questão da criminalidade do Distrito Federal”, comprometeu-se.

Revitalização das tesourinhas

Na área de infraestrutura, o Distrito Federal a partir de um trabalho conjunto de todos os secretários da área, “nós estamos com um grande projeto de modernização para a nossa cidade.”, disse o governador, acrescentando que  “ começa o nosso projeto através da secretaria de obras, juntamente com o DER, a Novacap, Rui Coutinho e todas as empresas com um grande projeto de modernização. Nós começamos pelo principal, cuidar da nossa cidade. Tapamos os buracos da cidade toda, pode até não ser bom, mas tá aí, Brasília hoje tem o menor índice de buracos de toda a época que se trabalhou no governo. Nós estamos trabalhamos num programa para revitalizar todas as nossas vias. Nós estamos trabalhando numa coisa que muitos prometeram, que é a revitalização das nossas tesourinhas, das nossas pontes; fazendo um trabalho preventivo com cuidado da cidade.”

Trabalhando para a sociedade

As Empresas Públicas do Distrito Federal hoje trabalham para a sociedade, enfatizou o governador. Afirmou que “não trabalham mais para aqueles que ocupavam os cargos lá dentro. E eu falo isso em todas as empresas, a cidade está limpa, está pintada, a cidade tem iluminação de led sendo implementada em quase todos os locais. E agora com o projeto da parceria que será implementado, um modelo que será discriminado pelo presidente da CEB, conseguiremos deixar a cidade até 2022 toda com iluminação de led”.

Secretaria de Mobilidade

Na parte de infraestrutura, mostrou Ibaneis,” a Secretaria de Mobilidade tem feito um belíssimo trabalho. Nós estamos trabalhando aí juntamente com o DER e o Novacap para revitalizar todas as vias do Distrito Federal. E nós esperamos entregar esses projetos de revitalização até 2021. Projetos que estavam parados há muito tempo, porque os ex-governadores parece que esqueceram, começam a sair dos tribunais, porque muitos estavam parados nos tribunais, e começam a ganhar sentido, como são os viadutos que estão sendo realizados; como é o caso do viaduto do Sudoeste, que há duas semanas o Tribunal de Contas decidiu e está em fase de licitação.”

Noroeste equilibrado

O Noroeste que causou tanta tristeza para vários secretários, para vários empresários. Hoje, destaca o governador, “já se projeta para ser o bairro mais equilibrado, tanto do ponto de vista ecológico, quanto de infraestrutura. E ano que vem nós teremos a construção e licitação dos viadutos que vão integrar o Sudoeste, transformando o Noroeste, transformando naquilo que a população comprou e que só existia no folheto de compra.”

Revitalização da W 3

“Nós temos ali a W3, que eu desde que retornei a Brasília, depois da minha passagem pelo Piauí, que se fala em revitalização da W3. Todos sonhando com uma W3 do passado, que era uma grande área de comércio, uma grande área de encontro das famílias. Hoje ela já é uma realidade.” Segundo o governador, com as outras estações em andamento, com parte da revitalização que vai ser feita no setor comercial, que é uma de comércio, porque a cidade não quer morrer. Então nós temos bastante realizações já feitas, mas nós temos que fazer muito mais. Temos muito mais a oferecer a todos os empresários que queiram investir no Distrito Federal e que aqui estão e que podem contribuir.”

Tranquilidade aos empresários

Na opinião de Ibaneis Rocha, projeto feito juntamente “com meu amigo, secretário influente na área econômica, talvez tenha sido o maior impacto na história do empresariado do Distrito Federal. E são todos os empresários, não é só do pequeno empresário ou do grande empresário, esse consumo vai atingir a todos os empresários. Trazendo novamente dignidade, tranquilidade e trabalho. Tanto que as propostas aprovadas e encaminhadas e aprovadas pela Câmara Legislativa até o presente Decreto, todas foram questionadas pelo Ministério Público na Justiça, e nós conseguimos que a justiça reconhecesse a lisura do presente Decreto. Todas os enviados foram aprovados, porque é um trabalho sério, e é voltado para que o empresário sinta-se seguro para investir no Distrito Federal.”

Política e Dignidade

Ponte JK

Na visão do governador, “essa talvez seja a grande palavra desse governo, segurança, política e dignidade. Que é o que nós temos trabalhado para adquirir com os políticos e empresários. Isso está em todas as áreas.  O turismo do Distrito Federal, da minha querida Vanessa Mendonça (Secretária de Turismo), estava abandonado, os monumentos abandonados, a cultura abandonada. Não se acreditava que o Distrito Federal poderia ter turismo. Hoje já se coloca Brasília entre os principais roteiros turísticos, resgatando a cultura nas praças de Brasília, e eu simplesmente fiquei encantado com o que vi. Porque é muito gostoso quando você se encanta com aquilo que você não tinha visto ainda e você é apresentado a algo especial; mostrando a nossa cidade, as nossas belezas. Isso tem um reflexo imediato, no Setor Hoteleiro, nos restaurantes da cidade, na renda per capita.”

Grandes Eventos em Brasília

Brasília, atesta o governador da Capital de todos os brasileiros, já está trazendo grandes eventos para o Distrito Federal a partir do trabalho da Secretaria de Esporte, Secretaria de Turismo. Nós temos aí nossos ambientes cheios, os grandes espaços estão lotados, exatamente pela força da diversidade que foi reservada a essa população brasileira e também internacional. Nós já estamos trazendo novas empresas para o Distrito Federal. Trazer agora recentemente assinada pelo centro de distribuição para Brasília.”

Universidades internacionais

Falando sempre de improviso, durante a conversa de quase três horas, com jornalistas políticos, Ibaneis Rocha, respondeu todas as questões, com números e detalhes, sem ter que pedir socorro à equipe. “Estamos trazendo várias empresas, Hospitais internacionais, Universidades reconhecidas internacionalmente. Brasília vai passar por um boom de desenvolvimento, e isso tem se observado, porque isso contribui exatamente com o trabalho de pessoas que foram atendidas.”

Cidade Digital da América

O governador enfatizou que “temos compromissos. Todo pessoal nosso da pasta, tem o compromisso de juntamente com o Biotic, fazer de Brasília a primeira cidade digital da América Latina. E esse é um projeto que está em andamento. Nós vamos colocar já para funcionar esse ano vários laboratórios de tecnologia, internet gratuita em todas as escolas. Nós vamos trazer de Brasília para a digitalização, para o mundo virtual e para o mundo tecnológico. É isso que nós precisamos fazer.”

Velocidade nos álvaras

Documento unicamente para fins de ilustração.

E essa plenitunidade, frisou Ibaneis, vem exatamente do trabalho, com muita inovação, daquilo que os empresários querem. Destacou o trabalho do Iphan que tem feito com que as licenças ambientais sejam boas para todo mundo, com foco rápido e com segurança, que é o que é mais importante. E os inúmeros programas que foram feitos, como o programa para todos, o prazo do alvará em 7 dias, por exemplo; atinge exatamente aqueles que mais precisam e tem menos recursos, e incentiva o outro lado da prestação do serviço, que é a contratação de arquitetos, engenheiros para que se responsabilize pelos seus projetos. É o que eu dizia na campanha que é o fato de você empoderar o cidadão. Quanto mais você empoderar o cidadão mais você se livra da corrupção.”

Solução aos projetos parados

Então quando você entrega na mão do cidadão a responsabilidade pela apresentação do projeto que vai idealizado, ele passa a ter responsabilidade com o pessoal, ela vai cobrando mais do governo do que um simples arquiteto ou distribuidor, avaliou o governador. Projetos que já estavam parados há muitos anos, Shopping do Matias lá em Sobradinho, diversos projetos de grande porte aqui para o Distrito Federal que estão sendo analisados. Então são inúmeras as obras. E eu fico muito feliz de fechar esse primeiro ano de governo com um catálogo enorme para o próximo ano.

Desafio das privatizações

Na área das privatizações “nós tivemos coragem de enfrentar; o Metrô já está em fase final de análise do projeto; a CEB já está caminhando a passos largos, também deverá ser privatizada até março ou abril; a Caesb passa por um momento de reestruturação necessária, que começou lá atrás com o meu querido amigo, Fernando Leite, que agora retorna ao governo como secretário de cidades”, comentou Ibaneis. Disse também que o projeto VLT está muito bem encaminhado. Privatização dos estacionamentos, que vai nos ajudar muito para trazer mais mobilidade para a cidade. São inúmeras áreas que muitos não quiseram finalizar e que nós estamos tendo a coragem de enfrentar e que vão trazer benefícios para a população.

Modernidade para Brasília

Para  o governador, “ninguém vai ficar revoltado com o que nós estamos fazendo aqui, com o que nós estamos fazendo para a cidade. Isso vai trazer modernidade para a cidade. Modernidade que todos nós esperávamos desde a época de Juscelino; naquela época o que Juscelino trouxe para nós foi modernidade, modernidade para o Brasil; hoje nós estamos trazendo modernidade para Brasília, que envelheceu nestes seus 60 anos. Nós estamos fazendo isso com responsabilidade, um trabalho responsável, diuturno, onde cada um dos que estão no governo se empenham para dá o seu melhor. E é essa Brasília que nós estamos planejando para comemorar agora 60 anos da nossa cidade, com grandes projetos, pelos grandes projetos que estão sendo anunciados”.

Via Hélio Prates

“Nós já temos recursos alocados pelos nossos deputados e senadores para a revitalização da via Hélio Prates, transformando a via num grande corredor e numa grande avenida”, garantiu Ibaneis Rolcha.

Taguatinga, Ceilândia e Samambaia

O governador reconheceu parceria do Tribunal de Contas do Distrito Federal. “Nós conseguimos com os Conselheiros do Tribunal de Contas, e eu quero registrar o meu agradecimento ao Tribunal de Contas do Distrito Federal; que tem sido um parceiro, orientador, tem nos ajudado nas mais diversas áreas. Tem nos ajudado mesmo, quero passar aqui o meu recado, o meu agradecimento porque nós temos ficado muitos felizes. Nós conseguimos a liberação de inúmeros resultados aqui que vão trazer novamente vida. Eles aprovaram a continuidade de processos que vai trazer vida nova para aquela população de Taguatinga, Ceilândia, Samambaia. Nós vamos acabar com essa tortura por qual passa esses brasilienses todos os dias.”

Ocupação do  Centrad

Aprovaram a retomada do negócio também da ocupação do Centrad. Nós estamos fechando a proposta junto a Caixa Econômica Federal para apresentar aos órgãos de Controle, ao Tribunal de Contas da União para que a gente possa ocupar aquela área, porque ela tem um núcleo bom de desenvolvimento em Brasília. Porque toda aquela área lá do Centrad ela pertence ao Distrito Federal e pode se tornar uma das áreas de maior desenvolvimento dessa região. Isso tudo está programado para o próximo ano, construções, infraestrutura, melhorias em todas as áreas.

Apoio dos empresários

Então fica aqui mais uma vez que eu não tenho do que reclamar, porque todos os empresários, vieram ao chamamento do Distrito Federal, e acreditaram na nossa proposta. Mas eu quero deixar nesse chamamento, acreditem na nossa cidade, quem não acreditar vai perder muito, vai perder tempo e oportunidade. Está na hora de estudarmos novos negócios e começar a colocar nas planilhas das empresas de desenvolvimento para os próximos anos para que a gente possa transformar essa cidade, gerando emprego, gerando renda, gerando qualidade de vida, e cuidando daqueles que mais precisam, fazendo com que eles inclusive passem a trabalhar.”

Discriminação aos empresários

“Nós temos que parar com essa discriminação que alguns governos em que o empresariado era tratado como bandido”, enfatizou Ibaneis Rocha, acrescentando: “ todos os que me procuraram no meu governo foram recebidos de forma digna e transparente, nunca escutaram de mim ou do meu secretariado, pelo menos que seja do meu conhecimento, qualquer pedido de vantagem, e é assim que nós vamos continuar governando”. Disse que o empresário do Distrito Federal deve se orgulhar, principalmente os que não são daqui, que vieram investir em Brasília. Nós vamos facilitar os trabalhos para que os empresários tenham mais coragem e mais facilidade para investir”.

Embaixador do Sistema S

Ibaneis disse que não poderia deixar de agradecer todo o apoio do Sistema S, Francisco, Telmário, todos os representantes do Sistema S são parceiros da cidade; parceiros que entenderam a necessidade de Brasília de unir governo, o empresariado. O Sistema S com a sua experiência de inúmeros anos investindo em projetos da cidade, colocando a sua experiência ao nosso dispor; fazendo uma obra talvez das mais belas que possa se dizer. Fica aí o meu agradecimento a todo o Sistema S, contem comigo. Sou embaixador do Sistema S, estou aqui para lutar pela manutenção dos recursos e de tudo aquilo que traga benefícios não só para a população do Distrito Federal, mas também para a sociedade brasileira como um todo”.

A Força do BRB

E nas empresas públicas do Distrito Federal a mentalidade tem sido exatamente essa de transformar a cidade, pontuou o governador. “E um grande exemplo que nós temos aqui é nosso BRB, o nosso querido Paulo (Paulo Henrique Costa), que passou a acolher o empresariado dentro do Banco de Brasília, passou a receber os empresários com projetos; tem cuidado dos empresários do Distrito Federal vendo que é exatamente daí que vem a força de um banco. O banco passou muito tempo sendo utilizado somente para a vida dos servidores públicos, que é importante. O banco hoje cuida do servidor público, com as melhores taxas, refinanciamento, atendimento para todos ,mas passou a investir os seus recursos na cidade. Melhor taxa de financiamento imobiliário, menores taxas para captação de recursos. Tiramos o banco da cadeia e colocamos o banco na cadeia produtiva. O banco está sendo expandido, está chegando agora o consórcio Brasil Central, próximas parcerias com São Paulo e Rio de Janeiro e nós vamos fazer o BRB orgulhar toda a população do Distrito Federal.”

Revitalização das feiras

Ibaneis anunciou que ”existe um projeto que foi concluído e vai para apresentação agora em janeiro. É um projeto belíssimo que foi feito pelos técnicos da Novacap, já foi apresentado a duas associações que existem lá na Feira da Torre e nós vamos fazer toda a reforma e depois a gestão vai ser feita pelo BRB. Então essa obra deve demorar em torno de 12 meses e ela vai ser feita já no ano de 2020 e entregue aos feirantes em 2021”.

Perspectiva de Turismo

“O que eu fiz ali foi uma emergência, eu mandei colocar algumas telhas que estavam faltando, arrumei, fiz uma limpeza, e o pessoal lá, comigo eles estão satisfeitos. Resolvi o problema da água que não tinha, então eu não tenho tido muitos problemas e eles estão entendendo”, assinalou o governador. “ O projeto é um projeto que estava parado há muito tempo, eu tive que refazer todos os orçamentos e vou soltar a licitação agora para que a gente reforme toda a Feira da Torre, fazendo de lá um ambiente gostoso, as famílias gostam de visitar, todo mundo que passeia por ali, e está precisando de cuidados realmente, isso eu posso garantir. E agora com o BRB assumindo a Torre nós vamos ter outra perspectiva de turismo na região”.

Araponga, falta muita coisa

Questionado sobre Arapoanga, Planaltina, o governador Ibaneis Rocha disse que “hoje, com  40 mil habitantes, um número considerável,  falta muita coisa lá. Agora mesmo nós estamos fazendo uma UBS – Unidade Básica de Atendimento, que era um prédio locado, resolvemos o problema da locação, estamos cuidando lá dessa UBS. Lá tem muita coisa para ser feita, no Arapoanga. E é uma cidade, inclusive precisa ser regularizada, ninguém tem documento lá também. Então está em estudo, não está abandonada a ideia, não está abandonado o trabalho; nós estamos pensando em criar para o próximo ano, e eu estou antecipando para vocês, pelo menos mais duas ou três RAs, o Arapoanga seria uma dessas. Água quente também é necessário se criar, são quase 30 mil habitantes que estão ali abandonados; não abandonados, mas poderiam está sendo melhor cuidados, e eu acho necessário. Ai tu me perguntas, ah! mas a Região Administrativa não resolve! Resolve. Porque você está mais perto da Administração, está perto das demandas, basta ver o que é que nós estamos levando para o Sol Nascente a partir da criação do Sol Nascente. Nós vamos levar delegacias, Corpo de Bombeiros, estamos levando um alberg lá dia e noite para os idosos, estamos com construção de creches, construção de escolas, empregos, moradias. Tudo isso facilita. É a presença do estado para cuidar de quem mais precisa. Então tem-se o projeto de regularização do Arapoangas. A terceira nós podemos anunciar ainda porque ela vai ser feita de uma cisão de parte de um órgão e eu estou estudando.”

Viabilidade econômica do VLT

Nós pedimos ao grupo que apresentou os projetos do VLT para fazerem um maior aprofundamento da análise, para dar viabilidade econômica, informou o governador.  “O VLT ele tem que quer uma determinada viabilidade, tanto do ponto de vista econômico, quanto do ponto de vista de locomoção”, explicou Ibaneis. “Pode parecer interessante, mas o VLT ele é uma obra de modernização da W3, ele diminui o tempo de transporte; ele aumenta o tempo de transporte de passageiros, porque ele é mais lento do que o ônibus. Então tudo isso está sendo analisado exatamente para poder soltar a licitação ainda em 2020.”  Segundo o governador, “o grupo está reanalisando a proposta, mas nós não vamos conseguir concluir no nosso mandato, não dá tempo para fazer todo, nós vamos conseguir fazer a Asa Sul, a integração da Asa Sul com o Aeroporto, aquela parte. Mas a licitação sai ainda em 2020 e aí nós vamos ter aí a obra acontecendo. É uma obra que vai trazer uma certa quantidade de transtornos para a W3.”, adiantou Ibaneis Rocha.

Blog Edgar Lisboa