Inicial / Notícias / Hmib começa a marcar retorno das consultas de pacientes pelo Whatsapp
Hmib começa a marcar retorno das consultas pelo Whatsapp - Blog Edgar Lisboa. Arte: Rafael Ottoni/Saúde-DF

Hmib começa a marcar retorno das consultas de pacientes pelo Whatsapp

Print Friendly, PDF & Email

Iniciativa evitará deslocamentos de crianças e gestantes sem necessidade

A partir desta quinta-feira (22), o Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) passa fazer as marcações dos retornos ambulatoriais por meio do aplicativo de mensagem conhecido como Whatsapp. Funcionando em caráter experimental há quase um ano, a nova metodologia de trabalho vai modernizar o sistema de informações ao paciente, beneficiando a todas as pessoas que realizarem o agendamento do retorno sem precisar comparecer ao hospital.

O Hmib tem uma demanda expressiva de marcações e alterações de agendas, no que se refere às consultas ambulatoriais, o que motivou a reestruturação do Núcleo de Matrícula, Marcação de Consultas e Prontuário de Pacientes (NMCP). De acordo com a chefia do núcleo, o objetivo foi garantir ao usuário uma maior segurança e facilidade no agendamento.

A chefe do NMCP, Taisis Ferreira de Oliveira, explica que, com essa mudança, será possível diminuir os custos do usuário da saúde, que economizará por não ter de se deslocar até o hospital. Além disso, haverá uma queda no fluxo de pessoas circulando pelos corredores, minimizando as filas que são formadas.

O uso do Whatsapp, segundo Taisis, vai facilitar as alterações de agendas, que acontecem em alguns casos, como afastamento médico, troca na escala, realocação de profissionais. O aplicativo vai facilitar, ainda, o entendimento da comunicação repassada para que não gere dúvidas quanto a datas e horários. “E vai reduzir os custos da Secretaria de Saúde com ligações para celulares e telefones fixos, dentre outros aspectos”, destaca a chefe do NMCP.

Efetividade
Esse sistema de informação eletrônica, durante o período experimental, revelou uma grande aceitação por parte do usuário, e demonstrou bastante agilidade, modernidade e acessibilidade, reforça a chefe do setor.

Como resultados demonstrativos, analisados entre julho e setembro de 2017, observou-se que o setor apresenta uma quantidade média por semana de alterações de consultas e retornos de 163 remanejamentos de agendas. Essas comunicações foram feitas pelo novo sistema e registraram uma aprovação de 72,4% dos pacientes, nos três meses de testes.

Os pacientes que não se encaixarem na marcação de retorno deverão solicitar agendamento de consulta de primeira vez e de exames pessoalmente, em caso de encaminhamentos vindos do próprio Hmib, ou na Unidade Básica de Saúde mais próxima de suas residências.

Remarcações
Nas remarcações em que o paciente não tenha o serviço ou não queira disponibilizar o acesso ao sistema, os funcionários vão continuar efetuando as ligações via telefone e também realizando os agendamentos pessoalmente.

“O objetivo da criação desse projeto foi trazer melhorias e comodidade ao paciente, e facilitar o agendamento de retorno à consulta. Acredito que alcançaremos grandes resultados. Nosso público principal são crianças e gestantes, que merecem uma atenção especial. Uma espera na fila ou até uma vinda ao hospital pode ser desgastante”, explica Taisis Ferreira de Oliveira.

Blog Edgar Lisboa, *Com informações da Secretaria de Saúde