Internet lidera o ranking de publicidade | | Edgar Lisboa
Inicial / Repórter Brasília / Internet lidera o ranking de publicidade

Internet lidera o ranking de publicidade

Print Friendly, PDF & Email

A internet foi a mídia que registrou o maior crescimento de investimentos em publicidade no Brasil em comparação com o rádio, o jornal impresso, revistas, TV aberta e paga. O faturamento da internet, este ano, já chegou a R$ 784,6 milhões. De acordo com levantamento do Ibope Monitor, no mesmo período do ano passado esse montante era de R$ 649,3 milhões – uma diferença de 21%.
Investimento que pode ter sido impulsionado pelo constante crescimento de internautas ativos no país. Em abril de 2008, por exemplo, o Ibope NetRatings divulgou que o número de internautas residenciais havia crescido 41,3% em comparação com 2007 – de 15,9 milhões de pessoas ligadas à rede passou para 22,4 milhões em 2008. Destes, só em abril de 2008 cerca de R$18,3 milhões de usuários, 82% do total, navegavam com internet banda larga – número que representa um aumento de 53% em comparação com o ano anterior. A pesquisa também registrou que o Brasil é o campeão, entre nove países analisados pelo Ibope no ranking de tempo de navegação diário dos internautas com 22 horas e 47 minutos, ficando a frente de países como a França, Estados Unidos, Itália, Reino Unido e Japão. A média de páginas acessadas por usuário brasileiro foi de 1.868 por mês.

De acordo com o ‘Target Group Índex’ – estudo presente em 58 países que analisa o consumo de produtos, serviços e mídia, estilo de vida e características sociodemográficas realizado pela Ibope Mídia em parceria com a americana Kantar Media Research (KMR) – os brasileiros acessam a internet por diferentes motivos: entretenimento, busca de informações, para se distraírem das tarefas habituais, para passar o tempo ou por terem a ferramenta como companhia. A pesquisa é divulgada a cada dois anos. Entre agosto de 2007 e julho de 2008 foram entrevistadas 18.816 pessoas em todo o país com idades entre 12 e 64 anos. Em todas as idades o maior motivo de acesso é a busca pela informação, seguido da procura por entretenimento e distração das tarefas habituais. O número de usuários que acessam a rede para passar o tempo ficou em penúltimo lugar, seguido das pessoas que usam a rede como companhia.

No ranking das mídias a Televisão continua liderando o segmento com R$15, 042 bilhões em investimentos de publicidade, um aumento de 12% em relação ao mesmo período do ano passado. O investimento na publicidade de revistas foi de R$ 2, 262 bilhões e o rádio aumentou a participação em 5% somando R$1,2 bilhão em faturamento. Por outro lado, o investimento em jornal impresso caiu de R$6,9 bilhões para R$6,3 bilhões. O autdoor também teve uma queda de R$32 milhões para R$26 milhões.