Inicial / Notícias / “Judiciário tem responsabilidade na corrupção”

“Judiciário tem responsabilidade na corrupção”

Print Friendly, PDF & Email

O ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa não acredita na política praticada no País e declara que a sensação de impunidade nos casos de corrupção no Brasil decorre em grande parte de fatores estruturais. “O Poder Judiciário tem uma parcela grande de responsabilidade pelo aumento das práticas de corrupção em nosso país”, constata o ministro.

Foto: Gil Ferreira
Foto: Gil Ferreira

Segundo Barbosa, a Polícia e o Ministério Público cumprem razoavelmente o seu papel com erros e defeitos. Entretanto, a falta de transparência no processo de tomada de decisões na Justiça, muitas vezes, para o ministro, torna-se cúmplices com os atos de corrupção. “Para ser minimamente eficaz, o Poder Judiciário precisaria ser reinventado”, avalia.

A cultura passível do brasileiro de banalizar práticas de corrupção por meio de piadas, chacotas e brincadeiras no qual deveriam provocar reação furiosa na população não agrada ao ministro. “Tudo isso vem confortar a situação dos corruptos. Basta comparar a reação em outros países da América Latina. É muito diferente”. Para as eleições deste ano, o ministro Joaquim Barbosa concede um conselho aos eleitores: “que pensem bem, que examine o currículo, o passado, as ações das pessoas em quem vão votar.”