Inicial / Outras Notícias / Justiça do Distrito Federal nega
liberdade a Paulo Octavio

Justiça do Distrito Federal nega
liberdade a Paulo Octavio

Print Friendly, PDF & Email

Ele foi preso por envolvimento em suposto esquema para liberar alvarás.Defesa diz que vai analisar teor da decisão antes de optar pelo que fazer.

Paulo Octávio, foto TV Globo,reproduçãoO desembargador João Batista Teixeira, do Tribunal de Justiça, negou nesta quinta-feira (5) o pedido liminar de liberdade ao ex-governador Paulo Octavio (PP), preso na segunda-feira (2), suspeito de participar de um esquema para liberação de alvarás para construções irregulares. Teixeira é o relator do processo, que tramita na 3ª Turma Criminal de Brasília. O mérito do pedido de libertação ainda será analisado. A próxima sessão da turma está prevista para a próxima quinta-feira (12).

A defesa do ex-governador disse que vai analisar o teor da decisão antes de optar pelo que vai fazer. “Na verdade era uma das possibilidades. Isso aí faz parte. Quando um desembargador recebe um pedido de liberdade provisória, ele tem a opção de negá-lo ou de acatá-lo. O que nos resta agora é analisar o teor da decisão para decidirmos se vamos recorrer ao pleno do STJ, ou se iremos aguardar o julgamento do mérito pelo Tribunal de Justiça do DF”, afirma o advogado Marcelo Turbay.Paulo Octavio está preso no Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, em Brasília.(G1)