Inicial / Outras Notícias / Mapa possui maior acervo nacional sobre o cooperativismo no Brasil

Mapa possui maior acervo nacional sobre o cooperativismo no Brasil

Print Friendly, PDF & Email

Brasília – Dados de 2012 mostram que cerca de 10,4 milhões de pessoas estão ligadas diretamente às cooperativas do país, o que representa um aumento de 4% em relação a 2011. Considerando familiares e empregados, cerca de 15% da população brasileira é ligada de alguma forma ao movimento, que adquire cada vez mais adeptos por seu caráter econômico e social. Tão importante quanto valorizar esse crescimento é preservar a memória cooperativista. E na Biblioteca Nacional da Agricultura (Binagri), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), encontra-se boa parte dos documentos que contam essa história. Trata-se do maior acervo sobre o tema no Brasil e um dos maiores da América Latina.

Ao todo, a Binagri conta com mais de 5,5 mil publicações sobre o cooperativismo brasileiro. Algumas das obras datam das primeiras décadas do país como república. “É certamente um dos maiores tesouros culturais da nossa história. Poucos países no mundo contam com um acervo tão vasto de conhecimento em relação à história das cooperativas locais”, afirma o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade.

Em uma das publicações disponíveis há um artigo do ex-presidente Juscelino Kubitschek, de junho de 1959, no qual analisa a visão que se tinha à época do movimento no país. “É comum a suposição de que o nosso povo não está suficientemente amadurecido para a prática consciente do Cooperativismo e que, no País, só as comunidades de origem estrangeira se adaptam e desenvolvem dentro do sistema. Essa suposição é, porém, mais aparente do que real e se origina no fato de que o Cooperativismo se desenvolveu com mais vigor e pureza nos Estados do Rio Grande do Sul e São Paulo, onde é mais numerosa a população de origens estrangeiras”. O texto foi publicado na revista da União Nacional das Associações Cooperativas (Unasco), uma das entidades que originou a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB).

Além das edições impressas disponibilizadas pela Binagri, há ainda a opção de acesso às publicações em versão eletrônica (clique aqui para acessar). Até o momento, estão disponíveis 68 edições raras, algumas com mais de 90 anos desde a primeira versão. A Biblioteca do Mapa dispõe ainda de mais de 269 mil obras sobre o setor agropecuário no Brasil. Para pesquisar o acervo da instituição, clique aqui.

Saiba mais

Neste sábado, 6 de julho, é comemorado o Dia Internacional do Cooperativismo. O movimento tem o objetivo de obter vantagens econômicas comuns entre os associados, além de desenvolver e promover ações sociais de integração dos cooperados e familiares com a comunidade. No Brasil,  a primeira cooperativa foi criada em 1889, em Ouro Preto (MG), sendo outras formadas em seguida em Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul.

Atualmente, cerca de 50% de tudo o que é produzido no setor agropecuário brasileiro passa por alguma cooperativa, de acordo com o Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatística (IBGE). O segmento exportou, no passado, US$ 6 bilhões, sendo as cooperativas agrícolas e pecuárias responsáveis por 98% desse valor.

O Governo Federal também atua no fomento às atividades cooperativistas no país. Os programas, projetos e ações para o segmento são desenvolvidos no Ministério da Agricultura, sob a responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC) e coordenados pelo Departamento de Cooperativismo e Associativismo Rural (Denacoop).