Notícias

Blairo Maggi diz que Brasil pode retaliar se Chile suspender importações de carne

Chile anunciou suspensão temporária da importação de carne brasileira, mas não informou se essa suspensão é total ou somente das 21 empresas investigadas na Operação Carne Fraca.

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, afirmou durante entrevista nesta segunda-feira (20) que o Brasil poderá adotar medidas contra o Chile se o país suspender totalmente a importação de carne brasileira.

Na sexta-feira (17), a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, revelou um esquema de fraude na produção e comercialização do produto. Além de corrupção envolvendo fiscais do Ministério da Agricultura e produtores de carnes, a PF apontou adulteração de produtos e venda de carne vencida e estragada.

O Chile anunciou a suspensão temporária da importação de carne brasileira, mas não informou se suspensão seria somente da compra do produto dos 21 frigoríficos investigados (veja lista ao fina desta reportagem) ou se de toda a importação de carne brasileira.

Ministro Blairo Maggi fala da possibilidade de retaliação ao Chile

“Daqui para a frente tudo pode, mas nos também temos nossos pontos de argumento e vamos argumentar. Nós somos grande importadores de produtos do Chile – peixes, frutas – e os produtores brasileiros vivem reclamando que deveríamos criar barreiras. O comércio é assim, não tem só bonzinho. Comércio é feito a cotovelada e se eu tiver que ter uma reação mais forte com o Chile eu terei”, declarou o ministro.

O ministro disse que considera normal um país pedir explicações. “O que eu não gostaria é de ver o Chile é a suspensão total. Por isso eu disse antes que quero saber exatamente o que ele [Chile] vai fazer, disse.

Com G1

Responder