6 de dezembro de 2017
Inicial / Repórter Brasília / Prazo fica menor para a Reforma da Previdência

Prazo fica menor para a Reforma da Previdência

Print Friendly, PDF & Email

Com o prazo cada vez mais apertado o governo acena para os parlamentares em busca de apoio para alcançar os 308 votos necessários para fazer passar a Reforma da Previdência.A ofensiva inclui promessas eleitorais com promessas para as compensações aos municípios que tem a missão de alinhar seus parlamentares na aprovação da reforma.Na avaliação do governo, cinco partidos vão fechar questão em favor do projeto.Entre os acenos do Palácio do Planalto aos parlamentares estão também benefícios em coligações e distribuição de tempo de TV e verbas do fundo eleitoral.

Pauta da Eleição

Para o deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), “ o governo vai fazer um movimento de ficar pressionando para tentar fazer os candidatos pautarem esse assunto na eleição. Dá uma impressão de que o mercado pressionou o Temer para que ele faça pelo menos isso.” Na avaliação do parlamentar, “o presidente ficar pressionando, cobrando para que a pauta fique no debate eleitoral.” Lembra que se não vota este ano, no ano que vem o cenário é pior ainda”.

Querem ser contra

“Agora, que é uma coisa que nós vamos ter que enfrentar no futuro”, afirma Jerônimo Goergen. Comentando que fica essas CUT, as petralhadas aí fazendo pressão; eles não querem discutir o país, não adianta”. Segundo o parlamentar,  “eles querem ser contra é por interesse político mesmo, não é nem pelo trabalhador. Mas acho que isso ano, pelo que eu tenho falado com os deputados que votaram a favor do Temer nessas duas últimas votações, o maior problema são eles; eles não querem mais desgastes”, avaliou.

Prometer e fazer

Na análise de Goergen, “ O papel do Temer vai ser ficar forçando e falando, forçando e falando, para que os candidatos levantem esse compromisso na campanha. Para fazer a reforma o candidato vai ter que ser muito claro, do meu ponto de vista, na campanha que vai ou não fazer, e se prometer que vai fazer ele tem que ser um cara eleito pela urna para ter legitimidade para tentar isso aí.

PMDB fechando questão

A bancada do PMDB na Câmara dos Deputados quer fechar questão sobre reforma da Previdência. Segundo o líder do partido na Câmara, Baleia Rossi (SP), a maioria da bancada já sinalizou que pode fechar questão em favor da aprovação da emenda constitucional que altera as regras de acesso à aposentadoria.Com fechamento de questão, os parlamentares que não acompanham a decisão da executiva podem sofrer penalidades, como suspensão de atividades partidárias ou até mesmo expulsão da legenda.

Apoio dos partidos aliados

Já o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse nesta 3ª feira (5) que “cresceu muito a probabilidade” de o Congresso aprovar a reforma da Previdência. Segundo Padilha, o motivo é a decisão de partidos aliados ao Planalto de declararem apoio à proposta. Na avaliação do Chefe da Casa Civil, na medida em que os 7 partidos [maiores bancadas do grupo de apoio ao governo, PMDB, PP, PR, PSD, PTB, PRB e DEM] ‘fecharem questão’, seguramente teremos do PSDB uma posição também favorável, não tenho dúvida, porque [o ajuste fiscal] é uma questão programática do PSDB”, assinalou Padilha.

Passe livre

O senador Hélio José (Pros-DF) sugeriu que o governo descentralize o procedimento de emissão e confecção do passe livre interestadual, direito assegurado ao transporte das pessoas com deficiência.Segundo Hélio José, hoje o passe livre interestadual é produzido apenas em Brasília, mas um acordo entre a União, os estados e os municípios poderia agilizar esse processo que, para que seja implantado em todo o país.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *