Inicial / Notícias / Presidentes dos três Poderes reúnem-se, em almoço, para tratar da reforma da Previdência
Presidentes dos três Poderes se reúnem para tratar da reforma da Previdência - Blog Edgar Lisboa. Foto: Reprodução

Presidentes dos três Poderes reúnem-se, em almoço, para tratar da reforma da Previdência

Print Friendly, PDF & Email

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), recebe neste sábado (16), os chefes dos três Poderes da República na residência oficial da Casa. Foram convidados por Maia para um almoço, às 13h, o presidente da República, Jair Bolsonaro; o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli e o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre. Entre os assuntos da pauta estão a reforma da Previdência e a mudança nas regras da aposentadoria dos militares.

Nesta sexta-feira (15), o presidente Jair Bolsonaro esteve reunido com o deputado federal Felipe Francischini (PSL-PR), que vai comandar a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), onde se inicia a tramitação da reforma da Previdência. A CCJ é a responsável por analisar a admissibilidade da Proposta de Emenda Constitucional (PEC).

De acordo com o líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), cinco nomes estão sendo considerados para a relatoria da medida. O parlamentar não quis adiantar os nomes para não gerar “ansiedades”, mas disse que os candidatos ao posto pertencem a partidos variados e são todos favoráveis à admissibilidade da PEC.

A escolha do relator é uma atribuição do presidente da CCJ. O parlamentar adiantou que adotará critério técnico nessa definição. “O critério que eu vou adotar é estritamente técnico, tem que ser uma pessoa com ampla capacidade jurídica e, de preferência, que tenha uma experiência já na Casa”, afirmou.

A primeira reunião da Comissão acontecerá na próxima terça-feira (19), mas o presidente do colegiado descartou iniciar os debates sobre a reforma da Previdência antes da apresentação, pelo governo, do projeto de lei que altera as regras na aposentadoria dos militares. “A primeira reunião vai ser uma pauta com itens normais, principalmente itens que já estavam na pauta do ano passado. A gente vai aguardar a vinda dos projetos dos militares para que possamos, então, designar o relator e ele possa preparar seu voto”, disse Francischini.

Blog Edgar Lisboa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *