Inicial / Destaques / Programa Nacional de Saneamento Rural será lançado pela Funasa em dezembro
Programa Nacional de Saneamento Rural será lançado pela Funasa em dezembro - Blog Edgar Lisboa. Foto: Valquíria Alves/Funasa

Programa Nacional de Saneamento Rural será lançado pela Funasa em dezembro

Print Friendly, PDF & Email

O governo vai lançar, dia 3 de dezembro, o Programa Nacional de Saneamento Rural, com atenção especial aos povos indígenas, quilombolas, assentamentos e ações previstas até 2038. A informação é do presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Ronaldo Nogueira. Ele afirmou que  “é uma novidade porque o Brasil não teve, ainda, uma ação concreta para a população rural nas questões de saneamento. São ações de curto prazo, voltadas à  educação para promover mudança de comportamento, e ações de execução, de médio e longo prazo”, declarou.

O direito ao saneamento é essencial para o ser humano, mas o desafio é imenso, explicou Ronaldo Nogueira. Hoje a Funasa tem mais de 2,4 mil obras em andamento, distribuídas nas 27 unidades da federação, com destaque para as regiões Norte e Nordeste, mas ainda há muito a ser feito.

“O Brasil real é um Brasil de 100 milhões de pessoas com o esgoto correndo a céu aberto na frente das suas casas, e isso faz com que elas fiquem doentes”, assinalou o presidente da Funasa”, acrescentando que  “o Brasil real é o Brasil de um idoso morrendo sem conhecer um vaso sanitário na vida. O Brasil real é o país de 35 milhões de pessoas que não tem um copo de água para beber”, lamentou Ronaldo Nogueira

Segundo Nogueira “o Brasil produz uma média de 11 milhões de toneladas de lixo por dia e apenas 1,5% tem um destino adequado. Esse lixo é lançado de forma irresponsável no meio ambiente. Quem produz o lixo não é responsabilizado”, disse.

A Funasa, através de parcerias com universidades, vai promover investimentos na educação ambiental, com foco nos estudantes de ensino fundamental, visando formar uma nova geração com mais consciência sobre o seu papel na preservação do meio ambiente.

Nos próximos dias 24 e 25 será realizada em Brasília uma reunião com todos os superintendentes da Funasa para organizar o planejamento estratégico de 2020 e estabelecer metas específicas para cada unidade da federação, conforme as suas necessidades. “A orientação do governo é que possamos ter um olhar muito especial para as regiões Norte e Nordeste e, em especial, para as comunidades indígenas, quilombolas e os assentamentos”, explicou.

Ronaldo Nogueira destacou, em entrevista ao Revista Brasil, comandado por Valter Lima, na Rádio Nacional que “o papel do rádio como uma ferramenta poderosa para alcançar as pessoas. O rádio é fundamental para promover uma revolução cultural de mudança de comportamento no que diz respeito a essas questões de responsabilidade ambiental. Sem o rádio não há transformação de sociedade, não há mudança de vidas. A Rádio Nacional é uma referência, pela sua natureza, seus princípios, sua transparência e responsabilidade com o jornalismo verdadeiro e puro”, concluiu.

Blog Edgar Lisboa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *