Inicial / Notícias / Projeção para a inflação aumenta para 5,29%

Projeção para a inflação aumenta para 5,29%

Print Friendly, PDF & Email

A expectativa de analistas e investidores para a inflação neste ano aumentou um pouco mais de acordo com a pesquisa realizada semanalmente pelo Banco Central. Por outro lado, as projeções mostram recuo na dívida líquida do setor público. Os dados publicados no boletim Focus mostram que passou de 5,18% para 5,29% a projeção do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o índice oficial de inflação, para 2010.

Houve aumento também na expectativa para o Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M), que reajusta a maioria dos contratos de aluguel, que passou de 6,80% para 7,69%. Para a inflação dos preços gerais da economia, o Índice Geral de Preços Disponibilidade Interna (IGP-DI), os analistas diminuíram a projeção, que passou de 7,14% para 7,11% . A projeção para a inflação na cidade de São Paulo, Índice de Preços ao Consumidor (IPC-Fipe), também caiu, passando de 5,41% para 5,39%.

As projeções dos analistas para os preços administrados ou monitorados – determinados por contratos preestabelecidos ou por um órgão do setor público, como os serviços telefônicos, os produtos derivados de petróleo, eletricidade e planos de saúde e tarifas de transportes públicos subiram de 3,65% para 3,70%.

A dívida líquida do setor público na pesquisa recuaria, no final do ano, de 41,40% para 41,35% em proporção ao Produto Interno Bruto (PIB), já que a estimativa para o crescimento da economia aumentou de 5,52%. A projeção para a taxa de câmbio e para os juros básicos da economia no final do ano permanece inalterada, US$ 1,80 e 11,25% respectivamente. Para a produção industrial, a perspectiva é de uma elevação de 9% para 9,31%.

O déficit em contra corrente, um dos principais indicadores das contas externas, foi mantido em US$ 50 bilhões nas estimativas, com o saldo da balança comercial em US$ 10 bilhões e os investimentos estrangeiros diretos em US$ 38 bilhões.