Inicial / Notícias / Proposta de criar novas estatais divide especialistas

Proposta de criar novas estatais divide especialistas

Print Friendly, PDF & Email

O governo vem sinalizando que pretende dar força e aumentar o número de estatais na economia brasileira. Telebrás, Eletrobrás e uma empresa de fertilizantes estão nos planos.

A proposta de criação de uma nova estatal para atuar no setor de fertilizantes está quase pronta. Será levada ao presidente Lula nas próximas semanas.

A ideia é criar uma empresa que atue na pesquisa e produção de fertilizantes, e também na regulação do setor. O objetivo é reduzir os custos ao produtor.

O governo também quer reativar a Telebrás para ajudar no Plano Nacional de Banda Larga. “Nós vamos recuperar a Telebrás, vamos utilizar ela para fazer banda larga nesse país”, disse Lula.

O presidente Lula também planeja dar mais dinheiro e poder à Eletrobrás. A ideia é fazer um grande aporte de capital na empresa e transformá-la numa espécie de Petrobras do setor elétrico.

Qual é o tamanho que o estado deve ter e que papel o governo deve desempenhar na economia é uma discussão que divide economistas. Uns dizem que novas estatais geram mais gastos, o que é ruim para as contas públicas. Outros, porém, acreditam que pode ser uma boa estratégia para estimular o desenvolvimento.

“São investimentos estratégicos em áreas que praticamente só o estado seria capaz de fazer esses investimentos e que podem até apresentar resultados favoráveis, ou seja, isso não vai necessariamente representar um peso para as contas públicas”, diz Roberto Piscitelli da UnB.

O economista, Roberto Padovani, discorda. Acha que esses setores são plenamente atendidos pelas empresas privadas, o que dispensa a ação do governo.

“O governo deveria seguir o caminho mais simples, que é criar regras, criar o marco regulatório para atrair investimento privado e fazer com que o empresário do setor privado seja parceiro no crescimento e não afugentá-lo. Infelizmente, estamos optando por um caminho errado”.(Jornal da Globo)