Inicial / Destaques / Recuo nos Investimentos, avalia Giovani Feltes

Recuo nos Investimentos, avalia Giovani Feltes

Print Friendly, PDF & Email

O deputado Giovani Feltes (MDB/RS) afirmou que “ com esse negócio do presidente Jair Bolsonaro, meter a cara onde tiver microfone, fala demais, achando que precisa dizer coisas para manter o pessoal da bolha alimentado, prejudica e está havendo um recuo nas possibilidades de investimentos no País”.  Segundo o parlamentar, ex-secretário da Fazenda do Rio Grande do Sul, “o Paulo Guedes dizia, que há milhões de clientes querendo investir. E um dos lugares mais propício para que eles pudessem olhar e investir é o Brasil”. O congressista argumenta que “isso, agora, não mais está acontecendo”.

Proteção do cidadão

Feltes lembra que o presidente da República, vai a uma padaria e não cumpre o decreto de proteção do cidadão, contra o coronavírus. “ Ele vai lá, fica lá, toma café, come um lanche. No outro fim de semana ele pega o helicóptero e vai para um posto de gasolina onde tem um monte de caminhoneiros e sem proteção, em meio à crise e anda de lá para cá, de um lado para o outro. ”

O Falado churrasco

Depois ele anuncia que “vai fazer um churrasco para 30, ampliou o churrasco para mil, para três mil”. Disse ainda: “a gente vem aqui amanhã e boto todo mundo para dentro e vamos fazer um baita de um churrasco, e vai ser uma folia. ” Depois falou em fake. “ Desiste do churrasco e vai andar de jet-ski, se lembrou do Collor, de certo, e vai andar de jet-ski lá no Lago Paranoá. O problema é o exemplo que vem sendo dado”.

Desemprego e empresas

Enquanto isso, assinala o deputado, “nós temos o efeito brutal, que é o efeito econômico do desemprego, do CNPJ, eventualmente tendo que fechar. Todos os países estão sendo testados”. O deputado argumenta que “é um negócio invisível, não adianta fazer a linha agora de revolvinho, que nem na campanha.  Não adianta matar o bichinho, nós nem enxergamos o bichinho. Em compensação, os reflexos, no ponto de vista econômico, são desastrosos”.

Mais complicações

Para complicar ainda mais, avalia Feltes, “o presidente editou esse decreto dos cabeleireiros, dos barbeiros e de academias de ginástica. Ninguém está dando bola para ele. E ele mesmo não está dando bola para os ministros dele. ”  O congressista afirmou que “nem o ministro da Saúde, na hora da coletiva que estava falando dos problemas, não sabia. É uma coisa de doido, isso não tem como dar certo. ”

Oportunidade de liderança

“Eu não tenho a menor dúvida de que com essa instabilidade que começou em março, essa crise que o Brasil está criando de todo jeito, prejudica a economia”, lamenta o deputado. Segundo Giovani Feltes, “ nós perdemos uma grande oportunidade com esse problema que é sério no mundo inteiro; uma grande oportunidade de consolidar uma liderança”.

Governadores cresceram

Na avaliação do deputado, os governadores, os prefeitos, que se pode contrariar, criticar por ter tomado decisões certas ou erradas, mas eles cresceram nesse processo. Um exemplo: o governador do Rio Grande do Sul. Ele tem uma linha de ação e ele não está se afastando dela”. Concluiu: “Eu tenho votado a favor das matérias do governo no Congresso Nacional, mas é um negócio complicado, estou assustado”.