Inicial / Notícias / Segurança, família, direitos das minorias e Previdência são algumas das prioridades dos deputados eleitos
Segurança, família, direitos das minorias e Previdência são algumas das prioridades dos deputados eleitos - Blog Edgar Lisboa. Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Segurança, família, direitos das minorias e Previdência são algumas das prioridades dos deputados eleitos

Print Friendly, PDF & Email

Diversos parlamentares eleitos para um primeiro mandato na Câmara dos Deputados ou veteranos expressaram suas prioridades e bandeiras para os próximos quatro anos na manhã desta sexta-feira (1º), antes da cerimônia de posse no Plenário Ulysses Guimarães. Em conversa com repórteres da TV Câmara na Chapelaria da Casa, no Salão Verde ou no Plenário, eles defenderam a segurança pública, a família, os direitos das minorias e a reforma da Previdência, entre vários temas.

Em seu primeiro mandato, Otoni de Paula (PSC-RJ) disse que sua bandeira é a ética e que está na Câmara para fazer o que o povo deseja. “As urnas nos deram o sinal de alerta de que já não se pode mais fazer a velha política. Não podemos mais ter os mesmos comportamentos de antes. Espero que nós, parlamentares, nos comportemos como servidores que somos”, afirmou.

Outro em primeiro mandato, Sargento Fahur (PSD-PR) saiu em defesa da segurança pública. Policial militar, ele anunciou que vai atuar em favor da família e contra o bandido. “Chega de passar a mão na cabeça de bandido. Tenho exemplo de bandidos que cometeram crimes graves e, beneficiados por leis frouxas, acabaram matando de novo”, disse.

Também saiu em defesa da segurança pública o veterano Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro. “Com esse Congresso mais conservador, a gente tem uma chance única de colocar o policial respeitado e o bandido no lugar dele”, acredita.

Bolsonaro destacou por outro lado, como projeto de interesse do Brasil, a reforma da Previdência. Apesar de considerar um tema sensível, ele disse que não será possível fugir do assunto. Estreante na Câmara, Rodrigo Coelho (PSB-SC) opinou que a reforma deve atingir a todas as categorias, para que o deficit da Previdência seja zerado. Ele defendeu ainda que a proposta não seja fatiada, mas analisada de uma vez com calma.

Mulheres
Uma das 77 mulheres eleitas para a Câmara dos Deputados, Bia Kicis (PRP-DF) assume seu primeiro mandato na Casa. Ela considera importante a inclusão da mulher no cenário político e defendeu o cuidado com a família e o combate à questão de gênero, entre outros pontos.

De seu lado, a veterana Margarida Salomão (PT-MG) afirmou que sua expectativa é de luta em defesa da Constituição e dos direitos que estão em risco. Assim como ela, Frei Anastacio Ribeiro (PT-PB), estreante, vai trabalhar em favor dos idosos, das mulheres, das crianças, dos adolescentes e dos trabalhadores que lutam pela terra.

Túlio Gadêlha (PDT-PE), outro estreante, também vai atuar no combate às desigualdades. “Vamos dar oportunidades aos jovens, inclusive às minorias”.

O deputado Baleia Rossi (MDB-SP), reeleito e líder do partido reconduzido, disse que a prioridade do Parlamento tem que ser a geração de empregos. “Vamos garantir uma pauta que permita a retomada da economia”, declarou.

Brumadinho
A tragédia em Brumadinho (MG), onde uma barragem da mineradora Vale se rompeu há uma semana, foi mencionada por alguns parlamentares. A deputada Tereza Cristina (DEM-MS), ministra da Agricultura no governo de Jair Bolsonaro, disse que a pasta está em contato com o governo de Minas Gerais para discutir ações de suporte, para que os pequenos agricultores da região retomem a normalidade de suas vidas no campo. Uma das ideias é furar poços para que a população e os animais tenham acesso a água de qualidade, já que rios da região foram contaminados por metais pesados.

Blog Edgar Lisboa, com informações da Agência Câmara Notícias