16 de novembro de 2018
Inicial / Repórter Brasília / Semana de grandes emoções
Lucas Redecker: "é urgente a rediscussão do Pacto federativo."

Semana de grandes emoções

Print Friendly, PDF & Email

A semana que inicia será decisiva para as eleições de 2018 e de grandes emoções na corrida ao Palácio do Planalto O segundo turno chegou em meio acusações, fake News, desqualificação de candidatos e um vale tudo para tentar melhorar o índice das pesquisas. No último Ibope, Jair Bolsonaro, do PSL, tem 59%, e Fernando Haddad, 41%. Um resultado difícil de reverter.

Mudança de Estratégia

Consciente de que será muito difícil reverter a vantagem de Jair Bolsonaro (PSL) na disputa pela Presidência da República, o PT decidiu mudar a estratégia: fazer campanha para deslegitimar a eventual vitória do oponente, qualificando-a como fraudulenta. O argumento petista é que a candidatura de Bolsonaro está sendo impulsionada nas redes sociais por organizações que atuam no “subterrâneo da internet”, segundo denúncia feita na tribuna do Senado pela presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann.

Oposição Forte

Certamente os eleitores verão durante a semana um embate beligerante, de grandes emoções, espero que com limites, na disputa dos votos. O certo é que sabendo das dificuldades o Partido de Lula se prepara para fazer uma oposição forte ao governo, caso não ganhe as eleições.  Credencia, a partir desta eleição ainda, os nomes que disputarão o pleito de 2022. No topo estão Fernando Haddad e Jacques Wagner. Dos dois, sairá também o presidente do PT, que comandará os rumos do Partido dos Trabalhadores, descolando um pouco de Lula. Mas tudo isso o país só saberá, após o pleito dia 28.

Novos Tucanos

Um dos novos deputados federais eleitos é o gaúcho Lucas Redecker (PSDB-RS), com 37 anos e já traz na bagagem dois mandatos como deputado Estadual. O tucano chegou cedo para sobrevoar a Câmara dos Deputados, fazer o reconhecimento e definir seu ninho em Brasília. Entre as pautas fundamentais, segundo o parlamentar, que falou comigo, muito à vontade, no o plenário da Câmara dos Deputados, em sessão lotada, estão a definição dos recursos destinados aos municípios. Argumenta que é urgente a rediscussão do Pacto federativo.  “Os municípios estão enfrentando enormes dificuldades e não conseguem fechar suas contas” Disse que sabe que a União não quer discutir esse assunto, mas essa discussão terá que acontecer para que os pactos federativos sejam pautados.

Urgência nas Reformas

Outro ponto ressaltado por Lucas Redecker são as pautas que anão devem fugir da responsabilidade do novo presidente, todas as reformas. Destaca a reforma tributária, a reforma política, a reforma previdenciária, mas não nos moldes do governo Temer porque vai ser um novo governo e outro Parlamento. ”

Segundo Turno

Quanto a expectativa do segundo turno disse que “estamos trabalhando fortemente para o Eduardo Leite, nosso candidato ao governou acho que é uma eleição muito disputada, dois candidatos do mesmo campo político, dois candidatos que apesar de ter algumas propostas similares, também tem algumas propostas totalmente diferentes,”. Para presidente da República: Jair Bolsonaro”, disse.