Sexta-feira, 3 de julho de 2009 | | Edgar Lisboa
Inicial / Repórter Brasília / Sexta-feira, 3 de julho de 2009

Sexta-feira, 3 de julho de 2009

Print Friendly, PDF & Email

Ranking da Inflação
O Banco Central divulgou a apresentação Perspectivas para a Inflação – Dados Regionais do segundo trimestre de 2009. Entre as 11 capitais brasileiras pesquisadas, Porto Alegre apresentou o terceiro maior Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) com 5,8%, acima da média nacional de 5,2%. A Capital gaúcha perde apenas para Belém (6,8) e Rio de Janeiro (5,9). Em 2007, Porto Alegre estava confortavelmente na penúltima posição desse ranking com 3,7, ganhando apenas de Curitiba (3,4). Sinal de que a inflação subiu muito na leal e valorosa cidade gaúcha.

US$ 28 milhões para Caxias
Chegou ao Senado Federal a mensagem do presidente da República que autoriza a contratação de operação de crédito externo, com garantia da República Federativa do Brasil, no valor de até US$ 28,8 milhões, entre a prefeitura de Caxias do Sul e a Confederação Andina de Fomento (CAF). A verba será destinada a financiar o Programa de Desenvolvimento da Infraestrutura Municipal e Serviços Básicos de Caxias do Sul. Especialistas do governo federal já condenaram publicamente a contração de empréstimos no exterior, já que esse endividamento não é salutar para a economia brasileira.

TCU no Estado
O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou relatório trimestral com alguns registros sobre o Rio Grande do Sul. A cautelar de R$ 3,6 milhões entre o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e Fundação Simão Bolívar (FSB) foi um dos destaques. O restante apresentado diz respeito a valores menores como o contrato de cerca de R$ 500 mil entre a prefeitura municipal de Rolante (ex-prefeito Sérgio Geraldo Pretto) e a Abenco Engenharia Comércio.

Solidária no gabinete
A batata do secretário da Transparência e da Probidade Administrativa, demissionário Carlos Otaviano Brenner de Moraes, está torrada. Pessoas próximas da governadora Yeda Crusius afirmam que ela ficou extremamente constragida com a inclusão do nome da assessora Walna Vilarins Menezes na apuração da Operação Solidária. Com isso, o escândalo teria ultrapassado a “blindagem” de Yeda – que já custou alguns nomes do seu secretariado – e entrado no Palácio, está dentro do seu gabinete. Além disso, a governadora ficou “em uma sinuca de bico”: se demitir o secretário pode dar a enteder que não queria a continuidade das investigações, senão demitir corre o risco de mais um escândalo. Por último, uma de nossas fontes decreta: “cai o secretário, mas não cai a Walna”. É ver para crer.

PEC mais importante
O deputado Vilson Covatti, do PP, afirmou que “não há hoje matéria mais importante para o País do que a PEC dos aposentados”. Para Covatti, “é preciso restabelecer urgentemente um critério de justiça para os aposentados, que tanto contribuíram para o engrandecimento do Brasil e também para a Previdência, portanto devem ter seus direitos assegurados, garantidos”. Por fim, o deputado assina seu discurso dizendo que faz esse registro “em nome do povo gaúcho”.