Inicial / Notícias / Telefonia móvel em todos municípios

Telefonia móvel em todos municípios

Print Friendly, PDF & Email

Brasília – Em reunião com as operadoras de telefonia celular, a Anatel avaliou a situação do setor e concluiu que o quadro é positivos em relação à meta de levar o serviço a todos os municípios brasileiros. Isso vai acontecer já em 2010, de acordo com o superintendente de Serviços Privados da agência, Jarbas Valente, segundo o qual faltam apenas 918 municípios, a metade dos 1.836 que havia no início deste ano sem o serviço.

Jarbas Valente Foto: Divulgação
Jarbas Valente Foto: Divulgação

Segundo Jarbas Valente, a primeira metade desses municípios passou a contar com a telefonia móvel em abril deste ano, após a licitação promovida pela Anatel e o restante deveria estar com o sistema disponível em abril próximo. Mas as operadoras – disse ele – já até anteciparam o prazo e hoje já são 1.400 os municípios atendidos, muitos deles até mesmo com banda larga disponível

Um dos pontos abordados com mais enfase na reunião foi a necessidade da adoção do compartilhamento de redes de telefonia móvel entre as operadoras, o que diminuirá em alguns anos o prazo para a oferta dos serviços de banda larga em todo o país, inicialmente previsto para oito anos pela Anatel. Isso poderá ser atingido em 2013, caso o compartilhamento tenha sucesso.

Na reunião de ontem (3), a Anatel e as operadores discutiram, entre outros assuntos, a criação do serviço Roaming Internacional das Américas, para viabilizar as ligações de celulares pré-pagos na América do Sul; o atendimento a serviços de emergência; o atendimento aos jogos Mundiais Militares, em 2010, a Copa das Confederações, em 2011, a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, eventos que terão o Brasil como sede; e a configuração de rede para o atendimento a municípios em 3G (banda larga),

Foi feita também uma avaliação das medidas necessárias para enfrentar o crescimento da demanda durante as festas de fim de ano, quando as operadoras foram alertadas para não oferecerem planos mirabolantes aos consumidores, sem que as redes tenham capacidade para atendê-los.

O gerente-geral de comunicações pessoais da Anatel, Nelson Takayanagi, disse que está sendo montada uma operação, como ocorre todo os anos, para evitar problemas decorrentes de aumento do tráfego e defeitos ou acidentes na rede.